Confira as novidades sobre nova temporada de Segunda Chamada

Debora Bloch e Angelo Antonio durante gravações de Segunda Chamada
Debora Bloch e Angelo Antonio durante gravações de Segunda Chamada (Divulgação/ Globo)

A série Segunda Chamada, produção da Globo que foi ao ar no fim do ano passado conquistou sucesso de público e crítica. Inicialmente programada para ser exibida na faixa das 23h30, ela trocou de lugar com outra série, Filhos da Pátria, e acabou alcançando popularidade e boa audiência. Com isso, a emissora tratou logo de encomendar uma nova temporada, que está prevista para estrear ainda no primeiro semestre de 2020.

A história que se passa em uma instituição de ensino que dá aulas para adultos, está sendo gravada em São Paulo, e entre as novidades do novo ano está a entrada de novos alunos que trazem consigo seus dramas pessoais e dificuldades. Mas isso não é o maior dos problemas, e sim o baixo número de matrículas na escola, que faz com que o governo pense em abolir o curso noturno.

Depois de todo o drama que viveu, a protagonista Lúcia (Deborah Bloch) resolve voltar à Escola Estadual Carolina Maria de Jesus, para lecionar português, e reencontra seus colegas, entre eles Eliete (Thalita Carauta), e Jaci (Paulo Gorgulho), o mais novo casal de professores, e Sônia (Hermila Guedes), que decide levantar a cabeça e seguir em frente após ter que lidar com um marido violento. Ela encontra o amor nos braços do professor Marco André (Silvio Guindane), embora ela tenha descoberto algo sobre o passado dele que atormenta seus pensamentos.

A diretora Joana Jabace falou da importância de continuar a contar essa história para o site oficial da série: “É um privilégio estar fazendo a segunda temporada dessa série, que trata de temas tão relevantes. Temos agora novos alunos e, portanto, novos atores, que irão protagonizar histórias muito interessantes e emocionantes, assim como os nossos professores”.

A nova temporada contará com 12 episódios, um a mais que a temporada anterior, focará mais ainda nos temas de relevância social como problemas da educação pública, alcoolismo, transtornos, intolerância racial entre outros. As adições ao elenco ficam por conta de Flávio Bauraqui, Moacyr Franco, Ângelo Antônio, Pedro Wagner, Rui Ricardo Dias, e Jennifer Dias.