Confira as primeiras impressões de Artemis Fowl, novo filme da Disney

Cena do trailer Artemis Fowl: O Mundo Secreto (Foto: Reprodução / Disney)

Artemis Fowl: O Mundo Secreto estava programado para chegar aos cinemas, mas devido à pandemia do COVID-19 fez com que a casa do Mickey Mouse lançasse o filme diretamente no Disney+. O filme foi lançado no serviço de streaming no dia 12 de junho e as primeiras impressões sobre ele já foram divulgadas. Infelizmente, elas não são nada empolgantes.

Artemi Fowl é um longa metragem baseado na série de livros escrito por Eoin Colfer. Na trama, Artemis é um garoto de 12 anos inteligente e com uma habilidade impressionante para roubar. Um dia ele descobre o mundo das fadas e decide roubar a fortuna local. Logo ele se vê perseguido pela Liga de Elite da Polícia do mundo mágico. O longa metragem conta com a direção de Kenneth Branagh, e o elenco é formado por Ferdia Shaw, Lara McDonnell, Judi Dench, Josh Gad, Nonso Anozie, Tamara Smart, Colin Farrell, Miranda Raison e Nikesh Patel.

No IMDb o novo filme da Disney conquistou a nota 3,9 / 10, enquanto no Rotten Tomatoes 10% de aprovação da crítica e 22% de aprovação do público. Leia abaixo outras avaliações obre Artemis Fowl.

“Uma bagunça incoerente e confusa que raramente para de respirar, ‘Artemis Fowl’ é um desastre incompreensível” – Doug Jamieson, The Jam Report.

“Artemis Fowl não é um bom ovo mal qualificado, mas é perfeitamente adequado, e o melhor dos filmes para crianças que foi redirecionado para o streaming por conta do coronavírus” – Brian Lowry, CNN.com.

“Nem mesmo uma pandemia global poderia nos salvar de ‘Artemis Fowl’, o pior filme de 2020 até agora” – Nate Adams, The Only Critic.

“Kenneth Branagh dirige e dá ao filme uma aparência nítida, mas não consegue entender o que está acontecendo; existem monólogos de Shakespeare mais fáceis de digerir do que essa história complicada” – Adam Graham, Detroit News.

“Testado no mercado até a morte e muito fraco … Acho que se você tem filhos, isso mata 90 minutos. É muito difícil de aguentar, no entanto” – Amy Nicholson, FilmWeek (KPCC – NPR Los Angeles).