Chocante! Confira os filmes e séries que foram banidos do catálogo da Netflix

Especial de Natal: Se Beber, Não Ceie (Imagem: Divulgação)

De forma bem rara, a Netflix revelou uma lista com as séries e os filmes que foram proibidos na sua plataforma em alguns países. Divulgados pela Variety, os banimentos são referentes aos últimos cinco anos.

No total são nove produções, incluindo o Especial de Natal: Se Beber, Não Ceie até o filme de Martin Scorsese, A Última Tentação de Cristo. E segundo a gigante de streaming, os conteúdos dessa lista são os únicos que ela precisou retirar do catálogo devido à censura do governo desde 2007, quando começou a ser transmitida nos Estados Unidos.

Confira a lista de produções banidas:

  • Episódio “Arábia Saudita” do Patriot Act with Hasan Minhaj. O talk show foi retirado da plataforma na Arábia Saudita depois que a Comissão Saudita de Comunicação e Tecnologia da Informação enviou uma solicitação por escrito. O programa, criado por Hasan Minhaj e Prashanth Venkataramanujam, explora a cultura e a política de diversos lugares do mundo com humor.

 

  • Especial de Natal: Se Beber, Não Ceie do Porta dos Fundos. Após solicitação da Autoridade de Desenvolvimento de Mídia de Infocomm de Cingapura, o especial de comédia original da Netflix foi retirado do catálogo do streaming no país. Nessa sátira da franquia Se Beber, Não Case, os discípulos de Jesus acordam de ressaca depois de uma festa animada na Última Ceia.

 

  • Nascido Para Matar de Stanley Kubrick. O longa de guerra e drama, indicado a Melhor Roteiro Adaptado no Oscar de 1988, foi retirado da plataforma de streaming no Vietnã depois de um pedido por escrito da Autoridade Vietnamita de Transmissão e Informações Eletrônicas. O longa segue um sargento treinando de forma sádica e fanática os recrutas, com o intuito de transformá-los em grandes maquinas de guerra para lutarem na Guerra do Vietnã, que mais tarde se mostra repleta de horrores.

 

  • A Última Tentação de Cristo de Martin Scorsese. O drama de 1988, indicado ao Oscar 1989 na categoria de Melhor Diretor (Scorsese), foi mais um título removido da Netflix de Cingapura. O filme, baseado no homônimo de Níkos Kazantzákis, segue Jesus (Willem Dafoe) lidando com diversos tipos de tentação, como a dúvida, o medo, a depressão, a luxúria, a relutância. A solicitação da retirada do longa foi feita pela Autoridade de Desenvolvimento de Mídia de Infocomm de Cingapura.
  • O documentário The Bridge. Dirigido e escrito por Eric Steel, a produção fala sobre diversas tentativas de suicídio na ponte Golden Gate de São Francisco, nos Estados Unidos. Após petição do Órgão de Rotulagem de filmes e vídeos da Nova Zelândia, o documentário foi censurado e removido do país.

 

  • Cozinhando em 4:20, Disjointed e The Legend of 420. As produções foram banidas de Cingapura, depois de um requisição da Autoridade de Desenvolvimento de Mídia de Infocomm do país. Cozinhando em 4:20 é um reality show em que a ideia é trazer pratos que contenham maconha como um dos ingredientes. Disjointed, série de comédia protagonizada por Kathy Bates, acompanha a história de uma defensora da legalização da maconha para usos recreativos, que realiza o seu desejo de ter uma loja de produtos baseados na planta. E The Legend of 420 é um documentário que explora a descriminalização da maconha nos Estados Unidos.

 

  • A Noite dos Mortos-Vivos de George A. Romero. O terror de 1968 acompanha a luta pela sobrevivência de um grupo de pessoas contra série de sedentos zumbis, que saíram de suas covas após a radiação causada pela queda de um satélite. O filme foi removido da Alemanha devido a um pedido da Comissão Alemã de Proteção à Juventude.

 

 

Comentários