Big Mouth (Reprodução)

Uma das séries mais comentadas da Netflix, que tem entre seus fãs inclusive o astro Harry Styles, a animação Big Mouth chama a atenção por não ter papas na língua quando o assunto é sexualidade adolescente. Recentemente porém, uma cena em especial chamou a atenção do público LGBTQ+ e foi alvo de polêmica.

Quando o trailer da terceira temporada foi divulgado, descobrimos que a nova personagem, Ali, dublada pela atriz e comediante Ali Wong, se identifica como pansexual. A sua introdução é um passo extremamente importante no requisito representação de uma parcela da comunidade queer que é normalmente deixada de lado no universo do entretenimento, assim como trans e bissexuais.

O problema, segundo vários internautas, foi a forma como Ali descreveu suas preferências, que não estariam de acordo com a descrição oficial da GLAAD, a Aliança Contra Difamação de Gays e Lésbicas, que supervisiona o tratamento da comunidade LGBTQ+ como um todo no cinema e na tv.

Ao se introduzir à turma, a personagem explicou que se sente atraída por “garotos, garotas e tudo mais entre eles”, ao que um colega de classe questiona: “Isso não é ser bissexual?“.  Ao que Ali então esclarece que também se sente atraída por pessoas trans. A explicação estaria incorreta porque “trans” não é reconhecido como gênero. Um garoto trans é apenas um garoto, e vice-versa.

Correção

Segundo a escritora Emily VanDerWerff, a melhor definição – e a mais usada – seria que pansexuais “são aqueles que se sentem atraídas por qualquer pessoa, independente da sua expressão de gênero”. Dada a polêmica, o co-criador Andrew Goldberg publicou uma declaração e pedido de desculpas.

Obrigado às comunidades trans, pan e bi por abrir ainda mais nossos olhos sobre essas questões complicadas e importantes de representação. Estamos ouvindo e iremos nos debruçar sobre isso nas futuras temporadas”. Todos os novos episódios estão disponíveis na plataforma.

Comentários

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Muito bom ter esse esclarecimento para nós que assistimos a esses conteudos assim entendemos que toda a forma de amor deve ser repeitada, aceitamos melhor as diferenças do outro e também podemos espalhar amor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui