Criador de New Amsterdam revela se haverá romance para Helen na terceira temporada

Helen Sharpe em New Amsterdam (Reprodução)
Helen Sharpe em New Amsterdam (Reprodução)

New Amsterdam foi uma das muitas séries forçadas a criar uma saída inesperadamente precoce em meio à pandemia de coronavírus. Apesar da segunda temporada do drama médico não ter terminado com o final planejado inicialmente, ele ainda conseguiu terminar com uma nota de que a Dra. Helen Sharpe embarcou em um novo romance. Agora, o criador de New Amsterdam está confirmando que mais romance está reservado para Helen na terceira temporada.

Quando o drama da NBC terminou, Helen começou a namorar o novo personagem de Daniel Dae Kim, Dr. Cassian Shin, estabelecendo o potencial de Helen estar no centro de um triângulo amoroso na terceira temporada. Ou pelo menos, é isso que se espera. O criador de New Amsterdam, David Schulner, confirmou o romance de Helen com Cassian, ele disse à TV Guide: “Sharpe e Cassian vão se tornar uma coisa. Eles são bons um para o outro, e é ótimo para ela ver que o jeito de Max não é o único”.

New Amsterdam segue o doutor Max Goodwin que se tornou médico de um hospital público dos Estados Unidos. Ele tenta superar a burocracia para reformar a instalação negligenciada e oferecer um bom atendimento para os pacientes. No IMDb, o seriado tem a nota 8,1 / 10, enquanto no Rotten Tomatoes tem 34% de aprovação da crítica e 82% de aprovação do público.

Confira alguns comentários sobre a série:

“Lidar com os muitos males da medicina exige reconhecer sua complexidade; New Amsterdam faz o oposto, deixando apenas frustração e medo em seu rastro. Para um programa sobre a cura do sistema, isso pode causar danos reais” – Brit Trogen, The Atlantic.

“Mesmo se você estiver familiarizado com a tendência da televisão de fazer shows sobre grandes gênios de homens brancos que dizem a todo mundo o que é o quê e inspiram os não inspirados, a franqueza do instrumento em questão aqui pode surpreendê-lo” – Linda Holmes, NPR.

“O diagnóstico a longo prazo é duvidoso, na melhor das hipóteses, com os personagens principais e seus casos parecendo não tão especiais ou interessantes. É necessária alguma cirurgia criativa, para que New Amsterdam não corra risco de expirar prematuramente em sua própria mesa de operações” – Ed Bark, Uncle Barky.