Criadores de Big Mouth, explicam como resolveram falar de assédio no desenho da Netflix

Episódio que fez paródia de Assédio Sexual em Big Mouth
Episódio que fez paródia de Assédio Sexual em Big Mouth (Reprodução)

Falar de assédio da TV nos dias atuais é como mexer num vespeiro, e pior ainda quando isso é feito em um desenho animado ainda que voltado para o público adulto. Mas os criadores de Big Mouth da Netflix não tiveram medo de ousar, e resolveram colocar isso num dos episódios do programa usando como base a montagem de uma peça escolar baseada no filme Assédio Sexual (Disclosure), de 1994. O episódio fez com que eles fossem indicados ao Emmy 2020 por melhor série animada. Nick Kroll e Andrew Goldberg (que também são personagens do desenho), revelaram que a primeira vez que tiveram a ideia de abordar o filme, não foi algo sério, e sim um ideia em rascunho para se modificar posteriormente.

“Foi estranhamente atual. Isso foi depois do sucesso de #MeToo, então queríamos falar sobre o assédio sexual de uma forma que Big Mouth pudesse atacar como uma ideia musical. Nós dois éramos obcecados por aquela série de filmes em que Michael Douglas é sexy demais para o seu próprio bem. Assédio Sexual é o mais engraçado e cheio de falhas. E Demi Moore foi um importante despertar sexual para nós dois”, acrescentou Kroll.

“Como um thriller psico-sexual [em que a chefe/ ex-amante Moore seduz Douglas a fazer sexo oral como parte de uma armadilha de assédio], é o tipo de filme que não é mais feito nos cinemas, o que pensamos ser engraçado para crianças do ensino médio para fazerem no palco”.

Goldberg explicou que o politicamente incorreto do desenho ganhou novos tons quando eles partiram para falar sobre a área cinzenta disso tudo, inserindo no meio de tudo, um enredo sobre um professor que faz com que uma aluna lhe faça massagens nos pés, e mantém uma proximidade suspeita com ela.

“Todos em nossa equipe de roteiristas tinham um professor que eles achavam, olhando para trás, que talvez não fosse criminoso, mas totalmente inapropriado”, disse Knoll. O restante do episódio deu ainda mais certo, quando eles resolveram parodiar Queer Eye, também da Netflix, afirmando que estavam obcecados pelo programa quando a segunda temporada começou.