Criadores de Will & Grace revelam se final da série é pra valer

Will & Grace
Demi Lovato fará participação especial em Will & Grace (Imagem: Reprodução/Instagram)

Will & Grace está chegando ao seu final, e seus criadores garantem que dessa vez não tem mais volta. Quatorze anos depois da primeira despedida, os roteiristas David Kohan e Max Mutcnick, sentem que fizeram a coisa certa ao terminarem o programa de forma diferente como aconteceu da outra vez.

“Na primeira vez, parecia que estávamos fazendo aquilo que deveríamos fazer entre aspas, que era colocar os personagens em um relacionamento normal e criar os bebês nesse estilo de família tradicional, mas não foi honesto com quem eles eram”, disse Mutchnick em entrevista à revista Variety.

A série que estreou em 1998 na NBC, seguia a decoradora Grace e seu melhor amigo gay, o arquiteto Will em confusões que tanto na esfera profissional, como na esfera dos relacionamentos. O programa conquistou 16 vitórias no Emmy incluindo a de melhor comédia no ano de 2000, e voltou para três novas temporadas em 2017, explicando os eventos de seu final exibido em 2006 nos Estados Unidos.

Segundo os autores, eles quiseram entender sobretudo como seria a vida desses personagens nos dias de hoje, e a ideia inicial era vê-los como pais, algo que foi descartado de início e usado como principal arco da terceira e última temporada. Como o par romântico de Grace, o ator Reid Scott não poderia participar da temporada, eles pensaram em algo que fosse uma surpresa, então decidiram por fazer a personagem ficar grávida, mas Will não poderia ficar de fora. Eu queria mostrar que um homem gay poderia fazer isso e fazê-lo em seus próprios termos”, disse Kohan, que aproveitou a deixa já que Matt Bomer, ator que interpretou o namorado de Will também não poderia estar no elenco.

“Sinto que mesmo nos anos desde que o programa foi lançado, a noção de como é uma ‘família convencional’ entre aspas é muito diferente. Todas as pressões sociais para manter uma família nuclear convencional desapareceram, então nosso pensamento foi: ‘Por que não reimaginar o que pode ser considerado uma estrutura familiar normal?”,

“Nunca mais vamos voltar. Mal faríamos esse programa de televisão ou um quadro dele novamente. Isso não vai acontecer. Essa é a palavra final ”, disse Mutchnik que acrescentou que era a decisão mais acertada fazer Will e Grace morarem juntos e criarem juntos seus filhos, como não era possível fazer em 2006.

bostancı escort