Brinquedo Assassino (Imagem: Divulgação/Orion)
  • por Victor Hugo Morais

Brinquedo Assassino, uma das novidades do cinema, é bastante diferente dos longas anteriores da franquia, e não apenas por dessa vez Chucky ser representado por um boneco robotizado, com um rosto bem diferente do original.

Por isso, resolvemos listar alguns motivos que fazem do novo longa imperdível:

1- A começar, justamente pelo visual. Agora Chucky é mostrado realmente com vida própria, seus movimentos são mais claros, sejam os dos membros ou os faciais – com direito a podermos saber mais ou menos o que está pensando de acordo com a cor dos olhos.

2- A história não é a mesma. Os roteiristas encontraram uma outra forma de contar a relação de Andy e seu “melhor amigo”. O nível de crueldade de Chucky sim, talvez seja o mesmo. Mas agora, Chucky não é possuído por um espírito e não quer encontrar um corpo para reassumir sua forma humana.

3- O humor é o principal diferencial do filme, e esse recurso atualmente tem sido muito usado em atrações de horror nas telonas (parece que combinaram, né?). Mesmo nas cenas mais tensas, é impossível não cair na gargalhada.

A partir de agora o texto contém spoilers:

4- O fato de a história ter uma pegada diferente, faz com que possamos conferir o desenvolvimento de Chucky, inicialmente um brinquedo com defeito. Ele não é malvado no início, mas sua paixão por Andy faz com que ele enxergue nos vídeos malvados que ele e seus amigos assistem, rindo de coisas ruins, a possibilidade de agradá-lo repetindo as ações, influenciado especialmente pelo que o menino diz.

E esse na verdade é o grande ganho do novo Brinquedo Assassino, toda essa construção é montada, e fica claro que no final das contas, tudo o que o brinquedo quer é a amizade de Andy, e passa a não suportar a existência de concorrência – mas isso justamente em razão de o menino não ter como dar 100% do seu tempo ao robô.

Em resumo, é mais do mesmo, mas com novas possibilidades. Para os fãs da franquia ou de filmes de terror, é uma ótima pedida. Vale pelos sustos, mas especialmente pela história bem contada e o humor.

Comentários

Comentários

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui