Crítica: Saiba por que é tão difícil assistir Milagre na Cela 7

Milagre na Cela 7

Um dos filmes mais comentados dos últimos dias é o turco Milagre na Cela 7, especialmente neste período de Páscoa. Como sabemos, Páscoa significa ressurreição de Cristo, ou seja, transformação, início de uma nova vida. Daí o símbolo popular ser um ovo.

E por qual motivo este longa tem chamado tanta atenção, ao mesmo tempo em que é muito difícil de ser assistido e todo mundo termina aos prantos? Ora, trata sobre um rapaz com distúrbios que o fazem agir como se fosse uma criança. Apesar disso, ele é pai de uma menina com a qual se dá muitíssimo bem. Acaba visto como um exemplo de pai, inclusive, por colegas que confessam que não fazem metade do que ele faz por Ova.

O problema é que Memo é acusado de um crime muito grave, que choca a sociedade da localidade em que o filme se passa. E infelizmente esse fato atinge uma pessoa muito poderosa da região, o que acaba fazendo com que Memo seja muitíssimo e incansavelmente agredido. Não bastasse, é condenado a ser enforcado.

Apaixonada pelo pai, até Ova tenta salvá-lo, e por um certo momento, isso realmente parece que vai acontecer. Mas todos ficamos frustrados diante de mais uma tragédia envolvendo Memo. Talvez esses fatos aproximem, de certa forma, Memo de Jesus Cristo. O filho de Deus não foi desacreditado, apedrejado e crucificado?

Ou seja, mais uma vez faz sentido todo mundo comentando sobre o filme na Páscoa. E se as imagens já não fossem duras o suficiente, ainda entra a questão de que vivemos um período de isolamento social por conta da pandemia do coronavírus. E somente aqui no Brasil, já vimos mais de mil pessoas perdendo a vida. Pelo mundo, são outras milhares.

O que aumenta ainda mais o vale de lágrimas enquanto conferimos Milagre na Cela 7. Mas se o filme tem tanto sofrimento, por qual motivo devemos assisti-lo?

Ao longo do tempo, vamos vendo pessoas, uma a uma, mudando de opinião. Memo deixa de ser o maluco assassino para se tornar um ser humano aos olhos das pessoas ao seu redor. Ou seja, trancafiados, eles tiveram tempo de enxergar quem de fato é aquele rapaz.

O mesmo que nos ocorre agora, em isolamento. Não deveríamos usar esse tempo para mudar nosso olhar sobre quem nos rodeia, inclusive em nossa própria família? E aos que nos cercam nas ruas, no dia a dia? Há um choque de realidade!

O final de Milagre na Cela 7 é muito bonito, emocionante. Memo ganha uma nova oportunidade, assim como nós. Basta usarmos o efeito ruim causado pelo coronavírus para mudar.

 

Comentários