Crítica: Vale a pena assinar o Telecine Play?

Telecine (Foto: Reprodução/Telecine)

Nessa época de quarentena, muitos se perguntam se vale ou não a pena assinar um serviço de streaming. E quando se trata do Telecine Play, a resposta é não.

Pelo alto valor cobrado, o serviço é muito ruim. O catálogo é vasto, porém, muitos filmes que já saíram das salas de cinema ainda não constam no catálogo. Mas nem é essa a questão que faz do aplicativo algo que não mereça ser assinado.

Primeiramente, você tem a opção de escolher qual idioma quer ouvir nas produções e também ler nas legendas. Apesar disso, sempre que um filme se inicia, as opções selecionadas não são respeitadas, e você precisa alterar.

Vamos supor que você inicia um filme hoje, mas está cansado e pretende continuá-lo amanhã. A história continua de onde parou? Não, é preciso buscar o minuto em questão manualmente. Ou seja, mesmo em caso de travamento, o assinante precisa localizar onde parou.

Este que vos fala, quando teve acesso ao serviço pela primeira vez, fez uma busca de conteúdo em várias categorias para selecionar quais filmes gostaria de assistir, marcando-os como preferenciais. Qual a surpresa tive ao observar que, depois de finalizar as reservas, boa parte não ficou fixada e tive que buscar tudo de novo?

Ah, pra logar no aplicativo também é uma vida. O streaming pede sua conta globo.com e não loga nem por milagre. Você precisa entrar com Facebook ou Gmail.

Em resumo, o Telecine Play é ruim igual outro aplicativo do Grupo Globo, o Globoplay. Estão anos-luz de distância da Netflix ou Amazon Prime Video.

Inclusive, a mensalidade do Telecine parte de 37,90, enquanto o Prime Video custa 9,90 e a Netflix tem assinaturas a partir de 21,90. Ou seja, por 31,90 você assina os dois e ainda economiza 6,10. De quebra, tem muito mais opções de conteúdo, levando em conta as produções próprias de ambas e a parceria da Disney com a Amazon (o recente filme de Malévola, Frozen 2, os novos Rei Leão e Aladdin já estão por lá, fica a dica…).

Jornalista especializado em entretenimento, consumista de streaming e cinemaníaco de carteirinha.

ankara escort