Crítico de cinema Pablo Villaça acusa ex-aluno de plágio em curso

Pablo Villaça (Imagem: Divulgação)

O crítico de cinema e escritor Pablo Villaça fez uma acusação de plágio contra o curso oferecido por um dos seus ex-alunos de um dos cursos do crítico, chamado de A Arte do Filme: Forma e Estilo Cinematográficos, junto com Auriledo Rocha.

O aluno teria participado do curso em 2013 e de acordo com as acusações de Villaça, a ementa (plano curricular) de seu curso teria sido copiada, tanto quanto em conteúdo, como em forma, já que cenas e referências usadas como casos de estudo pelo crítico são, supostamente, foram reutilizadas.

A dupla responsável pelo portal rechaçou a acusação e questionou a falta de provas e evidências que sustentem a afirmação de Pablo Vilaça, além de também, afirmar que o crítico mineiro estaria cometendo calúnia e difamação. As informações são do portal O Povo  Online.

Em conversas diretas divulgadas pelo crítico, o ex aluno reconhece similaridades, mas nega que tenha havido plágio. A dupla ainda ofereceu a Vilaça a oportunidade  de resolver a questão reeditando a ementa e creditando o crítico. Villaça, no entanto, decidiu acionar os meios legais. Se condenada a empresa do ex aluno poderá responder por danos morais e materiais, além ser proibida de oferecer o curso. 

Em seu perfil no Twitter, Pablo comentou, recentemente, sobre o caso, relatando ter sido contatado por algumas pessoas que apontaram as semelhanças entre os dois cursos. “Fiquei mais chateado ainda porque tenho um carinho imenso pelos meus ex-alunos”, desabafou ele.

Em nota enviada ao O Povo, o ex aluno afirmou que “ao tomar conhecimento desse mal entendido, ainda que discordasse, inteiramente, de sua posição (de Pablo Villaça), por uma questão de respeito e admiração por um dos produtores de conteúdo que me inspiraram, eu me coloquei aberto ao diálogo e, se um título qualquer o incomodava, não teria problema algum em alterar, justamente porque não se tratava do conteúdo do curso, mas sim de suposta similaridade de título ou apresentação cronológica de aulas, ou de alguma citação, nominal, do autor. Detalhes pequenos, e até insignificantes, no universo do curso.”

Ele ainda reiterou que o material do seu curso passou por uma avaliação jurídica que não encontrou nenhuma forma ou qualquer tipo de plágio. “Não se pode confundir uma similaridade de base curricular ou de apresentação do curso que, naturalmente, podem seguir a mesma ordem lógica de aprendizagem, com acusação de plágio. São coisas totalmente diferentes”, defendeu.

 

Amante das diversas formas de expressão cultural. Viciado em séries, e sempre por dentro das últimas novidades do cinema. Ama dramas e sempre tenta dar uma oportunidade para as fantasias, distopias e os longas de ação e terror.

bostancı escort