Cuties: Após acusações envolvendo crianças, Netflix se pronuncia sobre polêmica

Cuties (Imagem: Divulgação / Netflix)

Após pressões e críticas nas redes sociais, a Netflix alterou o cartaz, assim como a sinopse, de Cuties sua próxima produção original dirigida por Maïmouna Doucouré. A polêmica começou quando usuários do Twitter fizeram comparações com a contraparte francesa, e acusaram o material de divulgação americano de promover “sexualização infantil”.

Cuties, que marca a estreia da cineasta franco-senegalesa, conta a história de uma jovem imigrante do Senegal chamada Amy (Fathia Youssouf) de onze anos que vive com a mãe e os dois irmãos na periferia de Paris onde conhece Angélica (Médina El Aidi-Azouni) que por sua vez possui um grupo de dança twerking (gênero de dança surgido em Nova Orleans nos anos 80) chamado Cuties.

Em sua estreia  no festival de Sundance, o filme foi elogiado por “Adotar um olhar crítico para a forma como a cultura moderna sexualiza jovens garotas” e Doucouré recebeu o prêmio de estreia.

A Netflix pediu desculpas pela “arte inapropriada” usada nos EUA e também retirou a menção ao Twerking da sinopse. “Pedimos perdão pela arte inapropriada que usamos para o filme ‘Cuties’. Foi errado, e a arte não representava corretamente o conteúdo deste filme francês que venceu um prêmio em Sundance”. O Cuties estreia 9 de setembro na plataforma.

Na trama do longa, marcado para estrear em 9 de setembro na Netflix, uma imigrante senegalesa, na França, se envolve com um grupo de dança em sua nova escola, o que a coloca em conflito direto com os valores muçulmanos tradicionais de sua família.

Na sinopse original da plataforma, o grupo de dança era descrito como “uma trupe de twerking”, enquanto o cartaz mostrava as protagonistas no meio de uma apresentação, em poses consideradas inapropriadas — um contraste até mesmo com o material promocional do filme na França.

Amante das diversas formas de expressão cultural. Viciado em séries, e sempre por dentro das últimas novidades do cinema. Ama dramas e sempre tenta dar uma oportunidade para as fantasias, distopias e os longas de ação e terror.