Daisy Ridley, de Star Wars, fará novo drama de guerra

Daisy Ridley como Rey em Star Wars
Daisy Ridley como Rey em Star Wars (Foto: Reprodução / LucasFilm)

A atriz Daisy Ridley, que deu vida a personagem Rey, na última trilogia de Star Wars, foi confirmada no elenco de Women In The Castle (As Mulheres no Castelo), drama de guerra que se passa durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945). O novo longa é uma adaptação do best-seller homônimo, lançado ainda em 2017, e escrito Jessica Shattuck.

Ridley irá estrelar o longa, na companhia de Kristin Scott Thomas e Nina Hoss. A produção conta a hist[oria de três mulheres que acabam ficando viúvas após a morte de seus maridos, que envolveram-se na morte de Adolf Hitller (1889-1945). A ideia do autor é de conseguir explorar ao máximo, as consequência devastadoras, que a guerra levou na vidas das três personagens.

Conforme informações do Deadline, a cineasta Jane Anderson ficará responsável pela direção e roteiro do filme. O processo de filmagem será realizado em sua boa parte no Leste Europeu, e tem previsão de inicio para o primeiro trimestre de 2021.

A dramaturga Jane Andersosn chegou a ganhar vários Emmys por ter escrito Olive Kitteridge da HBO, ela também assina o roteiro de The Wife.  Já Rosalie Swedlin, se entusiasmou sobre a escalação das atrizes.

Um dos grandes talentos de Jane é revelar a vida emocional interior das mulheres e presentear essas revelações às atrizes, permitindo-lhes apresentar performances memoráveis ​​e atemporais. Com Kristin, Daisy e Nina temos o elenco para fazer exatamente isso”, afirmou a produtora em comunicado sobre as escalações do filme.

Star Wars alçou Daisy à fama

Como a nova protagonista da trilogia mais recente de Star Wars, da Lucasfilm, Daisy Ridley se tornou reconhecida mundialmente pelo papel. A atriz deixou a personagem em Star Wars: A Ascensão Skywalker, do ano passado, quando a interpretou pela última vez.

Já Kristin Scott Thomas é conhecida pelas produções  aclamadas pela crítica como a comédia romântica Quatro Casamentos e um Funeral (1994) e também o drama romântico O Paciente Inglês (1996), no qual contracenou com Ralph Fiennes. O trabalho lhe rendeu a uma indicação ao Oscar de Melhor Atriz.

Amante das diversas formas de expressão cultural. Viciado em séries, e sempre por dentro das últimas novidades do cinema. Ama dramas e sempre tenta dar uma oportunidade para as fantasias, distopias e os longas de ação e terror.

ankara escort