Daniel Craig está irritado com comentários sobre o novo 007

Daniel Craig
Daniel Craig (Reprodução)

A produção do novo filme de James Bond, 007: Sem Tempo para Morrer foi cheia de problemas, incluindo o mais recente em relação ao lançamento do filme que foi adiado para novembro devido ao surto de coronavírus em todo o mundo, o que impossibilita as pessoas de irem aos cinemas. Porém, entre diversos contratempos, o que deixou o protagonista Daniel Craig mais irritado, foi ter lido em uma matéria que o filme estava amaldiçoado.

Capa da nova edição da revista GQ americana, ele falou que se orgulha muito do filme, e revelou que queria mesmo ter terminado no filme anterior da franquia, mas pensou bem sobre o quanto aquilo era importante para ele.

“Eu pensei: ‘Esse trabalho realmente vale a pena? Vale a pena passar por isso, por toda essa coisa?’ E me senti fisicamente muito abaixo. Então, a perspectiva de fazer outro filme era exatamente como se estivesse fora de cena. E é por isso que faz cinco anos”, disse o ator que recebeu 25 milhões de dólares como cachê.

Craig viu o diretor do projeto, Danny Boyle se afastar devido a divergências criativas com o estúdio, e ainda passou por uma cirurgia devido a uma lesão no tornozelo sofrida durante as filmagens. Para completar em junho do ano passado, uma explosão controlada para a realização de uma cena fez com que um membro da equipe ficasse ferido, causando também danos ao local onde era feita. Ele explicou que mesmo devido a tudo isso, está feliz com o filme e disparou sobre a tal matéria depreciativa que leu: “Isso me irrita. Não amaldiçoe nosso filme. Estamos fazendo o nosso melhor aqui”.

Sem falsa modéstia, ele disse que seu tempo de protagonista foi muito bom e garante ter sido um ótimo James Bond: “Eu elevei o nível para os outros. Eu elevei a porra do nível”.