Daniel Radcliffe responde grande questão do primeiro Harry Potter

Voldemort em Harry Potter e a Pedra Filosofal
Voldemort em Harry Potter e a Pedra Filosofal (Reprodução)

Harry Potter conseguiu ao longo dos anos conquistar uma legião de fãs muito fieis que consomem tudo o que tem a ver com o universo do bruxo, mas uma pergunta sobre ficou em aberto em relação ao primeiro livro, e filme, Harry Potter e a Pedra Filosofal. No final do longa é revelado que o professor Quirinus Quirrell (Ian Hart) não é apenas um discípulo de Voldemort, e sim que compartilha seu corpo com o feiticeiro maligno. Parece bobo, mas como será que Quirrell dormia sem esmagar o rosto do vilão?

E a resposta para essa pergunta veio do ator Daniel Radcliffe que interpretou Harry Potter por quase dez anos, em uma entrevista para o Huffpost enquanto promovia seu novo filme Escape From Pretoria, que também conta com Ian Hart.

“Eu diria que a única coisa prática a fazer seria dormir de lado, a menos que Voldemort não precisasse de ar para sobreviver, o que não tenho certeza. Enquanto houvesse respiração entrando no corpo, ele provavelmente estaria dormindo de frente porque o ar ainda circularia por tudo. Suponho que que Voldemort mesmo com a cabeça apertada no travesseiro, possa sobreviver utilizando o ar que entra no corpo de Quirrel”, brincou ele.

A explicação do ator é parecida com que o público pôde ver em A Very Potter Musical, que retratou Quirrel sendo obrigado a dormir de lado por causa do segundo rosto. Os fãs estão considerando que a resposta de Radcliffe é a oficial, pelo menos até J.K. Rowling aparecer com uma nova explicação. A autora recentemente falou sobre o motivo de não explicar nos livros como eram criadas as horcruxes.

“Eu nem sei se quero dizer isso em voz alta, eu sei que parece engraçado, mas eu realmente pensei sobre isso. Na verdade, há duas coisas que eu acho horríveis demais para entrar em detalhes: Uma delas é como Pettigrew trouxe Voldemort de volta a um corpo rudimentar, porque eu disse à minha editora o que achava que havia acontecido lá, e ela parecia que ia vomitar. E a outra coisa é, como você faz um Horcrux”.