Deadpool: Tim Miller choca e revela por que não voltaria a trabalhar na franquia

Ryan Reynolds e Tim Miller em Deadpool (Reprodução)

Realmente tudo indica que o diretor Tim Miller tirou a semana para colocar vários problemas dos últimos anos em pratos limpos. Depois de ajudar a trazer o sucesso Deadpool às telonas, ele agora desabafa sobre a relação conturbada com o astro Ryan Reynolds.

Apesar da fama de que todo canadense é boa gente, parece que essa não foi exatamente a imagem que o diretor teve de Ryan durante o processo de desenvolvimento do longa. Em entrevista ao podcast The Businnes, Tim contou detalhes dos motivos que o levaram a desistir de assumir a sequência.

Se tornou bem claro pra mim que o Ryan queria estar no controle da franquia. Você pode até trabalhar dessa forma como diretor, mas eu não posso. Eu não me importo de manter um debate, mas se eu não posso ganhar, eu não jogo“, começou ele, explicando a tensa situação que se seguiu.

Críticas

Você não pode negociar todas as decisões criativas, existem muitas delas. O Ryan é o rosto da franquia, ele era o componente mais importante, de longe. Então se ele decide que quer controle, ele terá controle”. O desentendimento culminou em uma reunião com os representantes da Fox durante a qual Miller abriu mão do projeto.

Eu sempre fui bom no que diz respeito a seguir em frente. Eu me importo muito com as coisas, mas chega um ponto no qual você precisa tomar uma decisão. Eu disse, ‘Tudo bem, eu desisto, vocês podem fazer o que querem fazer”. Supostamente o diretor gostaria de um segundo filme mais estiloso, enquanto Ryan bateu o pé sobre manter as características que fizeram do original um sucesso de público e crítica.

Os dois teriam batido de frente também com relação à escalação do personagem Cable: enquanto Miller tinha em mente o ator Kyle Chandler para o papel, Reynolds e a Fox tinham outra pessoa em mente, que acabou sendo Josh Brolin.

Vale lembrar que Reynolds estará no Brasil no começo de dezembro durante a CCXP para promover seu novo filme Esquadrão 6.

 

Cresceu vendo filmes ao invés de brincar na rua. Fã de ir ao cinema sozinha. Críticas e notícias sobre o mundo do entretenimento.

bostancı escort