Dean Cain dispara baboseira sobre o Superman em artigo e é atacado por fãs do herói na web

Dean Cain
Dean Cain (Reprodução)

Existem algumas celebridades que só conseguem mostrar seu valor quando estão fazendo seu trabalho, sem emitir opiniões pessoais, ou posicionamentos políticos controversos. Dean Cain, conhecido por interpretar Clark Kent em quatro temporadas da série Lois & Clark: As Aventuras do Superman, sucesso dos anos 90, provou ser desse tipo ao escrever um artigo para a revista Time, em que citava o super-herói dizendo que ele não conseguiria mais ser um ‘americano raiz’ nos dias de hoje, por não viver dentro dos princípios do american way of life.

Oficializado como policial de reserva do Departamento de Polícia da cidade de Pocatello, no estado norte-americano de Idaho, o ator, conhecido por seus posicionamentos ultra-conservadores, expôs todos os seus incômodos pessoais no artigo, defendendo a polícia em oposição às manifestações, inclusive elevando a corporação ao real heroísmo.

“Isso é uma loucura para mim, porque essas pessoas gritam retóricas anti-policiais o dia inteiro, mas quando as vidas delas estão em risco e elas precisam de heróis, elas ligam para a polícia. Porque policiais são heróis. Sim, há algumas maçãs podres. Tivemos ocorridos infelizes, mas 99,9% dos policiais são fantásticos. Essa coisa toda de cultura de cancelamento que estamos vivendo é maluca, uma versão inicial do 1984, do George Orwell. Está tudo invertido, guerra é paz, liberdade é escravidão, ignorância é força”, escreveu.

Mas em determinado momento ele resolveu citar seu personagem mais famoso, em uma crítica aos novos tempos: “Como Superman eu não poderia dizer: verdade, justiça e o jeito americano”. Foi aí que ele acabou mexendo com um dos fandoms mais apaixonados das redes sociais. Centenas de comentários começaram a surgir com internautas lembrando Dean Cain, que embora Clark Kent tenha sido criado no interior do Kansas, ele não é um americano, e sim um alienígena que veio de Kripton, e que de acordo com seu tão ressaltado ‘american way of life’, ele seria deportado na primeira oportunidade.

“O Superman é um emigrante adotado por uma família trabalhadora e que tem como inimigo um bilionário egoísta, foi criado por dois jovens judeus como resposta ao fascismo. Então não, você não deveria interpretá-lo mais”, disparou um fã. Outro já foi um pouco mais agressivo: “É engraçado porque o Superman é um emigrante de Kripton sem documentação, tem um empresário milionário como seu inimigo mortal… Vá comer merda, Dean Cain”, e um terceiro escreveu: “Eu acho que nem o próprio Superman iria acreditar no american way”.