Decisão é tomada sobre sequência do live-action de Aladdin

"Aladdin"
“Aladdin” (Imagem: Divulgação)

Estrelado por Will Smith, Mena Massoud e Naomi Scott, o live-action de Aladdin foi um dos grandes sucessos de bilheteria de 2019. Agora, segundo a Variety, o filme ganhará uma sequência. Andrea Berloff (Straight Outta Compton) e John Gatins (O Voo) ficarão responsáveis pelo roteiro.

Ainda não há confirmação do retorno de Guy Ritchie na direção. A Disney espera que o trio de protagonistas reprise os seus personagens no novo longa. Na trama, Mena Massoud interpreta Aladdin, Will Smith dá vida ao Gênio e Naomi Scott vive Jasmine. Uma proposta para o elenco será feita apenas depois que o roteiro for finalizado. Dan Lin e Jonathan Eirich, produtores do primeiro filme, retornam.

Andrea Berloff, uma das roteiristas da sequência, já foi indicada ao Oscar de melhor roteiro original por seu trabalho em “Straight Outta Compton”. Outros créditos incluem “As Torres Gêmeas” (2006) e “Sleepless” (2016) e “The Kitchen”. Já John Gatins também foi indicado ao Oscar de melhor roteiro original em 2012 pelo filme “O Voo”, estrelado por Denzel Washington. Em seu currículo ainda tem “Gigantes de Aço” (2012), “Sonhadora” (2005) e “Power Rangers” (2017).

Aladdin já está disponível em DVD e Blu-ray. O live-action é baseado no clássico de animação de 1992. Sucesso de arrecadação, o longa acumula US$ 1,05 bilhão nas bilheterias mundiais.

O filme ainda conta com Marwan Kenzari como Jafar, Navid Negahban como Sultão, Nasim Pedrad como Dalia, Billy Magnussen como Príncipe Anders e Numan Acar como Hakim. Alan Tudyk empresta a voz para Iago e Frank Welker, assim como na animação, dubla Abu, Rajah e Cave of Wonders.

Já as críticas foram mistas. No Rotten Tomatoes, por exemplo, o live-action possui uma aprovação de 57%, com base em 362 avaliações. O consenso crítico diz:”Aladdin reconta a história de seu material de origem clássico com espetáculo e habilidade suficientes, mesmo que nunca se aproxime do esplendor deslumbrante do original animado”. No entanto, o público do site agregador aprova em 94% o filme.