Decisão muda completamente o destino de One Day at a Time

One Day at a Time
One Day at a time (Imagem: Divulgação/Netflix)

Os fãs de One Day at a Time já podem comemorar. A série, que havia sido cancelada pela Netflix, foi resgatada pela emissora Pop TV, e ganhará uma quarta temporada de 13 episódios. De acordo com o Deadline, a estreia vai acontecer no ano que vem, ainda sem data definida.

Durante uma conferência, o vice-presidente de conteúdo original da Netflix, Cindy Holland, explicou os motivos de cancelamento do seriado. “O cálculo básico é, quanto de audiência estamos ganhando com esse custo? Nós também analisamos, está atingindo o público? Está ganhando reconhecimento da crítica? Está fazendo algo para o nosso negócio que gostamos? Nós não renovamos a série nessa análise de audiência por custo. Mas, foi uma série muito bem feita e nós estamos orgulhosos de Norman Lear, Gloria Calderon Kellett, Mike Royce e todos envolvidos”, falou.

Elenco

O elenco não ficou nada feliz com o cancelamento, e publicou uma carta aberta com argumentos que explicaram por que a série deveria ser renovada. “Não é um caso em que a série falhou em representar audiências minotárias e falar de problemas reais com o coração…. Nós asseguramos que nunca falhamos com o compromisso com a diversidade que a Netflix tem. Mesmo assim, por causa de números, estamos chegando ao fim. Entendemos que empresas respondem aos seus acionistas. Mas existe outros critérios para a sobrevivência de uma série que vão além dos números”, dizia o texto.

A série acompanha a vida dos Alvarez, família cubana habitando nos Estados Unidos. As três temporadas estão disponíveis no catálogo do serviço. Antes da conferência, Holland já tinha falado sobre o fim da produção. “Eu penso que ‘One Day at a Time’ é uma série que gosto muito. Espero que as pessoas descubram as três temporadas que fizemos. Eu prefiro olhar pelo lado positivo, nós apoiamos por três temporadas uma série que provavelmente não teria continuidade em nenhum outro lugar. Não estou tentando ser egoísta, só estou tentando explicar como nós gostamos de arriscar e apoiar séries o quanto pudermos, mas em algum momento temos que buscar séries que conseguem atingir um público maior.”