Depois de declaração de Ray Fisher, ator sai em defesa de diretor de Liga da Justiça

Alan Tudyk
Alan Tudyk (Reprodução)

Não bastasse todos os problemas que Liga da Justiça teve, como a saída de Zack Snyder, a mudança de roteiro, as refilmagens, e a péssima repercussão com público e com a crítica, ainda existiam problemas de bastidores que estão dando o que falar mais que a história do longa, que rendeu 658 milhões de dólares nas bilheterias mundiais. Depois de um dos atores do filme publicar um comentário negativo sobre o diretor Joss Whedon, um outro ator resolveu defendê-lo do ataque.

Ray Fisher publicou alguns comentários sobre como Whedon, que foi convocado pela Warner Bros. para conduzir o filme até a linha de chegada depois que Zack Snyder não fazia mais parte do projeto, era abusivo e pouco profissional com elenco e equipe. Alan Tudyk, ator que trabalhou com Whedon no passado em projetos como Firefly, foi às mídias sociais para compartilhar seus pensamentos sobre esses comentários.

Tudyk escreveu: “Não estava lá, mas conheço Joss há 17 anos, honestamente não consigo nem imaginá-lo e olha que tenho uma boa imaginação”. Ele esteve várias vezes com o diretor nos bastidores não só em Firefly, mas também em A Luta Pelo Amanhã (Serenity) e Dollhouse. Ninguém desconfia que os comentários de Fisher sejam inventados, mas é possível que algum atrito maior realmente tenha acontecido entre o ator e o diretor.

Alguns colegas de elenco e da equipe de Liga da Justiça expressaram apoio às declarações de Fisher, incluindo Caitlin Burles, que foi a atriz substituta de Gal Gadot no longa. Ela comentou a declaração que Fisher fez no início da semana voltando atrás em um vídeo que dizia que o cinesta era um cara legal, com um “rindo alto mesmo”. O fotógrafo Clay Enos também curtiu o post, assim como Zack Snyder. A versão de Snyder de Liga da Justiça será lançada no ano que vem pela HBO Max.