Filmes de The Walking Dead têm qualidade baixa, e são barrados por executivos

The Walking Dead
The Walking Dead (Divulgação)

Assim como a maioria dos programas e filmes, The Walking Dead não só passou por atrasos em sua série principal, como na produção de seus derivados e até dos filmes anunciados para serem estrelados por Andrew Lincoln. O ator reprisaria seu papel como Rick Grimmes contando o que aconteceu com ele.

Faz dois anos que ele saiu da série principal, com o personagem sendo levado através de um helicóptero para outro local sem maiores explicações. Uma notícia publicada pelo site We Got This Covered deu conta de que os atrasos na produção do longa não aconteceram somente por conta do novo coronavírus, como muitos acreditam.

Segundo a matéria, o problema maior foi que os diretores do canal AMC (que produz e exibe a série nos Estados Unidos), não ficaram satisfeitos com o material do roteiro que foi entregue a eles para ser a nova aventura de Rick, afinal um grande investimento está sendo feito no projeto que pode guiar os rumos da franquia.

Com isso, houve a interrupção do projeto, e logo em seguida, a pandemia, que foi uma bela desculpa para que os roteiristas tivessem mais tempo de afinar o projeto. Não existem detalhes sobre a história, embora tudo o que vazou dizia respeito a um grupo de cientistas que resolve fazer experimentos em busca da cura do vírus que transforma as pessoas em zumbis. Curiosamente, nem na TV nem nos quadrinhos a origem desse vírus letal foi explicada, assim como seu surgimento.

Robert Kirkman, criador dos quadrinhos em participação na Comic Con at Home na semana passada, deixou claro que está envolvido nos filmes, e disse: “Não quero que ninguém pense que estamos apenas a pandemia terminar para fazer as coisas”, disse, sobre já estar a frente das histórias dos longas, que serão distribuídos para o cinema pela Universal.