Diretor dá notícia sobre continuação do reboot de Brinquedo Assassino

Em novo pôster de Brinquedo Assassino, Chucky mata Buzz Lightyear de Toy Story (Imagem: Divulgação)

Fracasso para um, sucesso para outros, o reboot de Brinquedo Assassino pode ganhar uma nova continuação, conforme afirmou o diretor Lars Klevberg em uma postagem no Instagram. O longa, anunciado pela MGM em 2018 preocupou os fãs do filme original que sempre amaram o personagem, sobretudo quando a divulgação mostrou que a história mostraria um Chucky diferente baseado em alta tecnologia e inteligência artificial.

Lançado no ano passado, o longa custou cerca de 10 milhões de dólares, uma quantia considerada muito baixa, e alcançou 45 milhões de dólares nas bilheterias, um sucesso para o estúdio, mesmo com as críticas dividindo as opiniões.

O roteiro do filme inclusive foi construído como forma de ganhar um segundo filme, pois na cena final, é mostrado um novo boneco Buddi ganhando vida, com os olhos piscando em vermelho, tal qual o primeiro, destruído por Andy, a criança escolhida como seu dono. Muita gente acreditou que esse segundo filme jamais aconteceria pois o criador do filme original dos anos 80, Don Mancini está empenhado em fazer uma série de TV com o personagem e foi terminantemente contra o reboot da MGM.

“Seria incrível atrair a equipe e os atores de volta para outro, mas a MGM precisa reunir suas coisas e fazê-lo. Tudo está na mão deles”, disparou o diretor Klevberg na rede social. Ao que tudo indica, a MGM está esperando o lançamento da série de TV (chamada Chucky, e que tem estreia prevista para 2021 no canal Sy-Fy) do personagem para verificar sua recepção e assim dar um sinal verde para a produção de Brinquedo Assassino 2.

Embora, a declaração de Klevberg soe muito mais como um desejo próprio do que a garantia de que algo realmente vai acontecer no sentido de lançamento de um novo filme, é possível que ele coexista sem o menor problema com a série do personagem.