Diretor da série A Maldição da Mansão Bly, da Netflix conta se fará nova temporada

Hannah, Flora e Miles em A Maldição da Mansão Bly
Hannah, Flora e Miles em A Maldição da Mansão Bly (Reprodução)

A série A Maldição da Mansão Bly, nova história do mesmo criador de A Maldição da Residência Hill mal estreou na Netflix e já tem gente perguntando sobre uma próxima temporada, com novas histórias de fantasmas, e o criador Mike Flanagan abordou o assunto em uma nova entrevista para a revista Entertainment Weekly, dizendo que uma nova temporada ainda é algo incerto, já que a gigante do streaming não o sinalizou sobre o assunto.

″Um fantasma é um impacto do passado sobre o presente em todas as histórias de fantasmas. Isso é tudo que realmente é, não importa como seja sua aparência. Um fantasma é simplesmente um elemento do passado que se recusa a viver no passado e, em vez disso, apenas invade o presente para alterar o presente. Muda a trajetória de quem está vivenciando aquele pedacinho do passado… Essa ligação entre memória e fantasmas e entre fantasmas e o passado, que é a força vital do show,” explicou o cineasta que também foi responsável pela adaptação cinematográfica de Doutor Sono.

“Sinto que não há falta de fantasmas no mundo para todos nós. Então, se pudéssemos encontrar uma linguagem comum para falar sobre eles, então isso é algo que sempre aspiramos fazer nesta temporada ou depois, se for assim”, disse Flanagan explicando que o acordo que tem com a Netflix agora está focado em Midnight Mass, uma nova série que também deve explorar um pouco de terror, e que ainda não tem data para chegar ao streaming, mas que deve trazer de volta alguns atores que estiveram em A Maldição da Residência Hill, como Henry Thomas, Rahul Kohli, Annabeth Gish, Kate Siegel, que fez uma pequena participação em Bly, como Viola, a dona original da mansão, cuja alma estava aprisionada no lago do local. O programa até o momento conta com aprovação de 86% por parte do público no Rotten Tomatoes.