Diretor de A Caçada faz desabafo após cancelamento polêmico do filme

A Caçada
A Caçada (Divulgação)

Por conta da sinopse envolvendo tema político, o filme A Caçada ganhou uma grande polêmica, principalmente por ter sido cancelado. A trama envole genocídio entre democratas e republicanos, nos Estados Unidos. Agora, o diretor Craig Zobel falou com a Variety, e explicou quais eram suas intenções com o tema do longa. O filme gira em torno de 12 estranhos que estão sendo caçados por liberais.

“Nossa ambição era cutucar os dois lados igualmente. Procuramos nos entreter e unificar, não enfurecer e dividir. Cabe aos telespectadores decidir qual será a visão deles. Eu queria fazer um suspense de ação divertido para satirizar esse momento em nossa cultura – onde julgamos as crenças de alguém por causa do partido que achamos que defendem… E depois começamos a gritar com eles. Essa pressa em julgar é um dos problemas mais relevantes da nossa época”, justificou-se.

A Caçada

Ele ainda agradeceu a Universal, pela liberdade criativa que teve. A produtora e a Blumhouse cancelaram o longa após os atentados terroristas de supremacia branca, que ocorreram no começo de agosto, e também pelos discursos políticos que culpabilizavam a mídia pela violência. As críticas negativas após a exibição do filme, também fizeram com que a trama fosse cancelada, segundo o The Hollywood Reporter.

Fora isso, os executivos da Universal e sua equipe, estavam sendo ameaçados de morte, por conta do tom político que a trama oferecia. O estúdio usou o Twitter para falar sobre o cancelamento, e justificou dizendo que foi em respeito às vítimas dos atentados. “Após cuidadosa consideração, o estúdio decidiu cancelar os planos de lançamento do filme. Nós apoiamos nossos cineastas, e continuaremos a lançar filmes em parceria com diretores visionários, como os que estão associados a esse thriller de sátira social. Porém, entendemos que essa não é a hora certa de lançar esse projeto”, falou o comunicado.

bostancı escort