Diretor de Castlevania faz comparação entre suas artes de antes e agora

Cena de Castlevania (Reprodução / Netflix)
Cena de Castlevania (Reprodução / Netflix)

Castlevania estreou em 2017 na Netflix e é um dos maiores sucessos do serviço de streaming. O anime baseado no jogo Castlevania III: Dracula’s Curse de 1989, segue a história de Trevor Belmont, Sypha Belnades e Alucard que unem forças para evitar que o Vlad Dracula Tepes use seu exército para exterminar o povo da Valáquia como forma de vingar a morte de sua esposa. O seriado conta com três temporadas e quarta já está garantida.

Castlevania é uma animação de encher os olhos, com muitos detalhes e incríveis cenas de ação. E uma das pessoas por trás do processo de animação é o artista Samuel Deats, que também é um dos diretores. Recentemente em seu perfil no Twitter, Deats compartilhou um comparativo entre um de seus primeiros projetos de animação com o que fez em Castlevania.

Na publicação ele escreveu: “Eu não consigo encontrar nenhuma das minhas artes no ensino médio, mas eu encontrei quase a minha primeira peça de animação de quando eu tinha 19 anos. É a animação feita por fã de Naruto. Claro que é. Então aqui está a minha animação aos 19 anos de idade vs agora!”.

O interessante de vídeos assim, é que podemos ver como é parte do processo de criação de um desenho animado. Diversas produções demoram anos para serem feitas e envolvem vários estágios, desde o esboço da cena até os retoques finais.

Confira abaixo alguns comentários sobre a terceira temporada de Castlevania:

“Castlevania é realmente um exemplo brilhante do que uma adaptação de videogame deve aspirar. Ele tem um profundo respeito pelo material de origem, enquanto também se diverte apontando alguns dos elementos mais ridículos da série” – Mikkel Snyder, Black Nerd Problems.

“Castlevania é um emocionante passeio de assassinatos, caos e questões morais envolvidas em uma premissa esteticamente agradável e cheia de ação” – Tai Gooden, Nerdist.

“A combinação única de Castlevania de humor sarcástico, horror sobrenatural, ação violenta e profundo sentimento torna de longe a melhor adaptação de videogame existente” – Jesse Schedeen, IGN Movies.

“Isso transmite o interesse de Ellis em transformar o programa em algo um pouco mais ambicioso e completo do que se poderia imaginar lendo o título” – Sebastian Zavala Kahn, No Es En Serie.