Diretor de Jurassic World fala sobre importância dos personagens clássicos em novo filme

Colin Trevorrow (Divulgação)
Colin Trevorrow (Divulgação)

Jurassic World: Dominion foi um dos primeiros filmes a retornar as produções no Reino Unido depois que o país divulgou uma série de novas medidas para que fosse possível filmar em segurança mesmo com a pandemia causada pelo novo coronavírus ainda no ar. Os astros da franquia já voltaram a fazer suas cenas e contando ainda com o elenco original do filme Jurassic Park – Parque dos Dinossauros, de 1993. Mas quem espera que estas sejam apenas algumas aparições se engana. Os personagens antigos terão história fundamental no novo longa pelo que explicou o diretor Colin Trevorrow.

Ele conversou recentemente com o site Collider durante uma chamada de vídeo cujo assunto principal era Jurassic World: Camp Cretaceous, série de animação da Netflix que ele é um dos produtores executivos, e abordou um pouco sobre o universo de Dominion dizendo que era o filme que ele se empenhou para fazer desde que a história de um parque contendo animais jurássicos foi reiniciada em Hollywood.

“Este é o filme que eu esperava fazer, desde o início. É aquele para o qual passamos os últimos dois filmes construindo. Realmente era parte de uma história maior e parte do design. Acho que as pessoas podem estar subestimando o tamanho e a importância dos personagens de Laura Dern e Sam Neill e Jeff Goldblum neste filme. É muito mais um conjunto e esse elemento e a capacidade de pegar esses personagens amados de quase 30 anos agora, e entender como eles interagem uns com os outros no contexto de um mundo que realmente nunca vimos antes e não pudemos testemunhar até agora é muito emocionante. Estou tendo o melhor momento da minha vida”, disparou.

Enquanto detalhes específicos da trama para Dominion permanecem em segredo, Jurassic World: Reino Ameaçado terminou com diversos dinossauros sendo soltos na América do Norte, então, presumivelmente, o mundo de Jurassic World: Dominion é aquele em que os dinossauros estão vivendo ao lado de humanos em suas vidas cotidianas – e / ou causando caos e intensa violência gráfica.