Diretor de Quarteto Fantástico faz grave acusação contra imprensa

Josh Trank (Imagem: Reprodução)

Josh Trank aparentemente não irá superar tão cedo todas as críticas que recebeu devido ao filme Quarteto Fantástico, de 2015. Devido ao sucesso anterior sobretudo comercial, ele foi convidado pela Fox para comandar o reboot, mas viu sua história completamente modificada, motivo pelo qual hoje, cinco anos depois, ele acredite que toda a culpa que recebeu pelo fracasso do longa foi injusta.

“Havia um nível profundo de mentira na mídia sobre o que estava acontecendo com o filme”, explicou em entrevista à Variety. Na ocasião, Trank foi pintado como um diretor cruel, que brigava com todos os atores, e quase teve uma briga física com direito a socos com Miles Teller, mas o que ele explicou é que seu filme sofreu mudanças, seu roteiro reescrito, dezenas de outros profissionais de direção chamados, sem que ele pudesse opinar ativamente em nada, mas quando o fracasso chegou, ele recebeu sozinho a culpa.

“Para mim, era injusto porque a percepção pública era de que havia uma pessoa responsável por isso, e que não seguiu o caminho que deveria ter seguido [no caso, ele próprio], o que é uma coisa fácil de acreditar”, disparou, e ele que explicou que tudo o que ele lia na mídia eram coisas ruins a seu respeito.

“Eu estava comunicando ideias que não combinavam bem com as de todos os outros. Isso não era culpa deles, e nem minha. Foi a combinação errada de pessoas que eles [Fox] uniram para fazer algo criativo”, continuou diretor que desde sempre apresentou um plano para o estúdio de fazer um filme sombrio conforme havia sido a trilogia de Batman, de Nolan, mas os executivos queriam algo em tom de comédia como Os Vingadores.

Trank comentou que a imprensa faz tanto alarde em cima de sua fama negativa que ele foi desconvidado para dirigir um spin-off de Star Wars, e que seu nome foi vetado de Hollywood por muito tempo, motivo pelo qual hoje ele diz que nunca aceitaria dirigir um blockbuster. Trank acaba de lançar Chronicle, filme focado em jovens com superpoderes, que diferente de Quarteto Fantástico, já recebeu ótimas críticas.