Diretor de Quarteto Fantástico compara filmes da Marvel com O Irlandês

Joe Pesci e Robert De Niro em “O Irlândes” (Imagem: Divulgação)

Não queridos leitores, a guerra entre Martin Scorsese e a Marvel ainda não chegou ao fim. Dessa vez, o diretor da última adaptação do  Quarteto Fantástico, Josh Trank, deu sua – polêmica – opinião sobre o impasse, depois de já ter virado assunto essa semana.

Quando pensamos que as águas estavam se acalmando, depois que vários nomes importantes de Hollywood se pronunciaram sobre a controvérsia, eis que surge Josh, que não é nenhum novato quando o assunto são temas polêmicos, nas redes sociais colocando mais lenha da fogueira.

Assistindo O Irlandês. Os primeiros 5 minutos tem mais humanidade, verdade e intriga cinematográfica do que a extensão de cada um dos filmes da Marvel combinados [risos]. Desculpe, são os fatos”, escreveu no seu perfil oficial do Twitter. Obviamente ele recebeu logo em seguida uma enxurrada de reações, contra e a favor.

E a discussão não parou por aí: “Desculpe pessoal, eu morreria por cinema. Vocês não. Vocês querem abraços e afirmações sobre empresas e fandom de marcas. Não tentem conversar comigo sobre história do cinema, críticas, arte, riscos profissionais, crescimento pessoal. Amantes de filmes de verdade entendem e concordam comigo”.

Há poucos dias, Trank postou uma avaliação de Quarteto Fantástico ao público, na qual admitia que, 4 anos depois, não sabia se o filme que produziu estava à altura do talentoso elenco. “Eu fiz o filme que eles mereciam ter participado? Sinceramente? Não sei dizer. O que posso dizer é que existem dois filmes diferentes em um filme, que estão competindo para ser aquele filme”.

Já no lado positivo

O diretor de Thor: Ragnarok, Taika Waititi, saiu em defesa da Marvel em nova entrevista. “Tendo trabalhado para a Marvel, eu sei quanto trabalho é investido em criar a história para estes filmes, a filmagem, a pós-produção. É tudo baseado em afetar as pessoas emocionalmente”, explicou Waititi. “Talvez seja colorido demais para ele [Scorsese]”.

Waititi finalizou afirmando que as adaptações de super-heróis são nossa nova mitologia. Ou seja, com ou sem fadiga do gênero, Marvel e DC ainda não o futuro.

 

Cresceu vendo filmes ao invés de brincar na rua. Fã de ir ao cinema sozinha. Críticas e notícias sobre o mundo do entretenimento.

bostancı escort