Diretor de Shazam! rebate comentário sobre seu filme ser infantil

Zachary Levi como Shazam
Zachary Levi como Shazam (Divulgação)

Um debate que nunca vai acabar é com certeza sobre as fraquezas e qualidades dos filmes da Marvel e da DC. Muitos fãs da primeira acusam os filmes da segunda de serem chatos, enquanto os fãs DC acusam os fãs da Marvel não ter aprofundamento, focando em histórias rasas, que não vão além do óbvio. E o diretor David F. Sandberg, responsável por Shazam!, entrou nessa briga para defender seu longa.

Diversos filmes são jogados para comparação quando essas briguinhas acontecem nas redes sociais, desde Watchmen, a Superman: O Filme, de 1978. E nesta quinta-feira, 11 de junho, um desses momentos colocou o filme do antigo Capitão Marvel em foco, acusado de ser um filme para crianças, pior que do que os longas apresentados pelas concorrentes.

“Para crianças? Vocês não sabem o que estão falando”, escreveu o diretor que ironizou ao editar uma cena do filme em que o protagonista está aprendendo a voar e acaba atropelado. A edição feita pelo cineasta colocou um pedaço de Muppets, dando a entender que os personagens fantoches do programa infantil foram quem atropelaram o super-herói em início de carreira.

Aquilo claro, fez a alegria dos fãs, sobretudo os fãs de Zack Snyder, que detestam ver qualquer diretor de filmes da DC passar por críticas nas redes, algo que acontecia comumente quando o diretor de Batman vs. Superman: A Origem da Justiça, estava à frente do Universo Estendido da DC. E muita gente atribui às críticas sua saída do Twitter.

Em outra ocasião, o diretor de Shazam! Chegou a falar sobre a sequência do longa, e revelou que ainda havia muito trabalho a ser feito. “A verdade é que eu não sei muito porque eles ainda estão trabalhando no roteiro”, disparou ele. “Conheço algumas coisas gerais e estou super empolgado com todas as linhas gerais que ouvi. Mas, em última análise, o que eu quero é que o filme seja melhor do que o que demos às pessoas na primeira vez, o que eu acho que foi um filme muito bom”.