Diretor de The Walking Dead quer trazer ESTE personagem de volta em nova série

John Carroll Lynch e Lennie James em Fear The Walking Dead
John Carroll Lynch e Lennie James em Fear The Walking Dead (Divulgação/AMC)

Quando The Walking Dead surgiu há dez anos, muita gente acreditou que a série não tinha muito futuro, mas atualmente, ela se encontra em clara expansão, com spin-offs e outras histórias chegando. Agora, o diretor e criador da franquia televisiva Scott Gimple, quer trazer de volta um personagem que apareceu uma única vez na série principal, e uma única vez em Fear The Walking Dead. Ele disse em uma entrevista num painel virtual de showrunners durante a Comic Con de Nova Iorque, que quer John Carroll Lynch de volta para interpretar novamente Dr. Eastman.

Ele apareceu num episódio de flashback treinando Morgan (Lennie James) na arte marcial Aikido e dando ensinamentos sobre a vida ao contar sobre como era sua história trágica antes do apocalipse zumbi. Neste mesmo episódio, Morgan adota uma filosofia pacifista e recebe o cajado que empunha para sua autodefesa. Eastman, um ex-psiquiatra forense, reforma um Morgan enlouquecido pela morte do filho Duane (Adrian Kali Turner). Quando Morgan pergunta sobre a cela de prisão dentro da cabana remota de Eastman, ele descobre que um psicopata chamado Crighton Dallas Wilton assassinou a esposa de Eastman e dois filhos. Eastman sequestrou Wilton e o matou de fome, mas se arrependeu da decisão e se comprometeu com uma vida livre de violência.

John Carroll Lynch e Lennie James
John Carroll Lynch e Lennie James (Reprodução)

“Eu quero falar com o Sr. Lynch primeiro, mas sim. Ele estaria pronto”, disse Gimple que quer que o ator seja protagonista de um episódio de Tales of The Walking Dead, série antológica de contos sobre personagens que já passaram pelos programas: “Já conversamos um pouco sobre isso”. 

AMC descreve Tales como uma “antologia episódica com episódios individuais ou arcos de episódios focados em personagens novos ou existentes, histórias de fundo ou outras experiências autônomas”. Gimple caracterizou o spinoff como um saco de surpresas contando diferentes histórias de zumbis semana a semana, cada uma abrangendo a linha do tempo de The Walking Dead, e abordando todo o universo de diferentes programas.