Diretor diz que Chemical Hearts, do Amazon Prime Video, não é um filme típico para jovens

Austin Abrams e Lili Reinhart em cena de Chemical Hearts (Imagem: Reprodução/ Amazon Prime Video)

Estrelado por Lili Reinhart (Riverdale) e Austin Abrams (Euphoria), o romance dramático Chemical Hearts estreia nesta sexta-feira, 21 de agosto, no Amazon Prime Video. Dirigido e escrito por Richard Tanne (Michelle e Obama), o filme é baseado no no livro “A Química que Há Entre Nós”, de Krystal Sutherland.

A trama gira em torno dos altos e baixos da relação entre dois jovens do ensino médio, Grace Town (Reinhart), uma estudante misteriosa que acaba de ser transferida e possui um segredo comovente, e Henry (Abrams), que afirma nunca ter se apaixonado. Trabalhando juntos no jornal da escola, eles acabam se aproximando e desencadeando uma relação que promete grandes lições de perda e desgosto, assim como aprendizados sobre o amor.

Em entrevista concedida à Variety, o diretor afirmou que o romance adolescente não é um filme típico para jovens, fugindo dos clichês do gênero. “Fiquei atraído pela maneira como o livro abrangia a escuridão e a dor de ser jovem”, afirmou. “Quando penso nos meus anos de colégio, houve alguns bons momentos, mas muito do que vem à mente é a solidão que você sente e as dores do crescimento. Você tem que cruzar esse limiar para ir da adolescência à idade adulta. Seria difícil chamar a história de Henry e Grace de história de amor. Não acho que Henry esteja realmente apaixonado por Grace. Ele apenas pensa que está apaixonado por ela. Grace também não está apaixonada por ele. Eles são apenas duas pessoas que precisam uma da outra neste momento. A história deles é de crescimento por meio do fracasso, tragédia e trauma”.

Tanne ainda explicou que o longa é mais do que aparenta ser e destacou a melancolia como um diferencial. “Se você vir promoções para ele, você terá a sensação de que é um romance YA. Certamente está sendo escrito por repórteres dessa maneira”, disse.

“Para ter certeza, ele possui todos os elementos de uma história de amadurecimento, mas um elemento que não é realmente sugerido nos materiais é sua tendência de melancolia. Este é um filme que luta contra a mortalidade. O marketing, acho sabiamente, elimina isso. YA é um contêiner de sucesso no qual essa história pode atingir o público, porque é uma marca que viu seu estoque subir desde que Hollywood fez sucesso ao adaptar os romances de Nicholas Sparks e John Green. Mas eu apenas penso nisso como um filme sobre jovens, que não é diferente de ‘Rushmore’ ou ‘Ghost World’ ou qualquer um dos filmes que eu gostava quando era criança nos anos 90. O livro ‘A Química que Há Entre Nós’ realmente aborda parte da superficialidade dos romances de jovens adultos”.

Chemical Hearts já está disponível no Amazon Prime Video.

Assista ao trailer:

 

Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), apaixonada por literatura, cartas e pela magia do cinema. Escritora de histórias e trajetos dos amores.

ankara escort