Diretor do reboot de Brinquedo Assassino faz revelação sobre possível continuação

Brinquedo Assassino (Imagem: Divulgação)

O reboot de Brinquedo Assassino ainda não estreou, mas o diretor Lars Klevberg revelou que já pensa em lançar uma continuação (Via Observatório do Cinema).

“Nunca indicamos qualquer detalhe de plano sobre para onde gostaríamos de ir como uma franquia. Mas sim, para mim, acho que eu amaria o conceito de Buddi Bear”, revelou ele. 

O cineasta acredita que alguns elementos do longa pouco explorados seriam aprofundados na sequência. “Eu amo as outras coisas, acho que deveríamos investir – se isso acontecer – mais tempo com essas coisas”, continuou. “Acho que foi pouco mostrado nesse filme, o que os Buddi Bears são e o que são capazes de fazer”, sugeriu. 

Na nova versão, Chucky está de volta como um boneco robótico possuído por um espírito. Ele é entregue ao pequeno Andy (Gabriel Bateman) pela mãe Karen (Aubrey Plaza), que acredita que o presente vai trazer uma companhia ao filho, mas logo o brinquedo se torna um objeto perigoso.

Com estreia nos cinemas brasileiros para o dia 22 de agosto, o novo Brinquedo Assassino conta ainda com Beatrice Kitsos, Ty Consiglio e Brian Tyree Henry no elenco, além de Mark Carhill que emprestou a voz para o protagonista. 

Para maiores, novo Brinquedo Assassino será sanguinário 

Em outra entrevista recente concedida ao CinemaBlend, Klevberg prometeu um filme com muito sangue e cheio de cenas fortes e intensas. 

“A intensidade e muito sangue, o fato de que o filme é para maiores, ele realmente faz de tudo quando chega lá. Acho que o filme é grande, muito maior que muitos filmes do nosso tamanho – é um filme barato. Mas temos grandes ambições”, disse.

Amante das diversas formas de expressão cultural. Viciado em séries, e sempre por dentro das últimas novidades do cinema. Ama dramas e sempre tenta dar uma oportunidade para as fantasias, distopias e os longas de ação e terror.