Diretor explica motivo de Godzilla ter se transformado em herói ao longo dos anos

Cena do teaser de Godzilla vs Kong apresentado na CCXP 2019

Você já percebeu que hoje em dia, muito mais do que uma besta assassina, Godzilla é tratado como um herói? Isso ficou claro no filme protagonizado pelo monstro no ano passado, e em sua sequência que está por vir, mas isso era bem diferente quando os Kaiju eclodiram nos anos 50. Um diretor de efeitos especiais, dos primeiros filmes deu uma entrevista falando sobre essa transição.

Teruyoshi Nakano explicou o raciocínio por trás das mudanças de tom nos filmes de Godzilla durante a era Showa da franquia que o transformou de um monstro mais perigoso para um herói que lutou contra outras ameaças Kaiju. Como era de se imaginar, a mudança aconteceu devido a um reflexo dos tempos.

O profissional explicou que sem essa mudança, de vilão para herói, a franquia Godzilla não teria um apelo tão amplo, nem atravessado gerações. “Acredito que, sem nenhuma mudança no personagem de Godzilla, a série não teria sido capaz de manter. Se Godzilla continuasse sendo um vilão, provavelmente apenas os fãs mais hardcore teriam assistido aos filmes, e não ao público em geral”.

Nakano acreditava que essa era a decisão correta para a época, pois resultou em uma franquia de maior sucesso, mesmo que pessoalmente preferisse a versão malvada do monstro. “Eu acho que foi correto mudar o personagem de Godzilla… foi uma reação aos tempos e mudanças na plateia. Mas eu gosto basicamente de um Godzilla assustador, em vez de um Godzilla bonzinho”.

Essa versão heroica de Godzilla também é uma das mais lembradas com carinho ao longo dos anos. Também foi a versão do personagem que também saiu do Japão. A encarnação atual dos Kaiju no Monsterverse da Legendary Pictures está sendo retratada como um protetor do equilíbrio natural da Terra. Definitivamente, isso será testado no final da quadrilogia Monsterverse com Godzilla vs. Kong. Ambos os famosos Titãs são protetores em suas respectivas franquias, e agora entrarão em combate. O filme está programado para ser lançado em novembro, mas pode sofrer adiamento por conta da pandemia causada pelo novo coronavírus.