Diretor revela planos para bissexualidade de Valquíria em novo Thor

Thor: Amor e Trovão
Thor: Amor e Trovão (Reprodução/Instagram – @marvel)

Interpretada pela atriz Tessa Thompson, a personagem Valquíria, da saga Thor, estará presente no próximo filme sobre a história, o longa Thor: Amor e Trovão. Conhecida por ser a primeira personagem LGBTQ+ do MCU, Valquíria se destaca por ter sua bissexualidade representada. E, em entrevista à Variety, o diretor Taika Waititi revelou planos para o tema no próximo filme. Esses planos seriam explorar mais abertamente a questão da orientação sexual.

Segundo ele, a propriedade intelectual pertence à Marvel, que é detentora dos direitos autorais da história, mas, caso a atriz Tessa Thompson se sinta à vontade, o assunto pode ser retratado mais à fundo e, com isso, a bissexualidade de Valquíria pode ser explorada no próximo filme. Portanto, há chances de vermos um destaque para a temática LGBTQ+ em Thor: Amor e Trovão.

“A propriedade intelectual não é minha, mas, com os atores, eu faço o que os deixa confortáveis – desde que seja uma escolha ou um desenvolvimento natural para o personagem – eu apoio. Se Tessa quiser, estou dentro”, destacou o diretor, na entrevista concedida à Variety, esclarecendo que a orientação sexual de Valquíria pode ser explorada caso esse seja um desejo em comum também de Tessa Thompson e seja uma condição natural a ser aplicada também à personagem e seus demais enredos.

Vale lembrar que o filme Thor, que tem data de lançamento agendada inicialmente para 2021, pode trazer ainda mais surpresas. O filme deve contar com a atriz Jaimie Alexander, retornando com seu papel à saga. Ela deve interpretar novamente a personagem Lady Sif, segundo detalhes revelados pela própria atriz, em conversa com fãs na rede social Instagram.

Na rede social, logo depois de ser questionada pelos fãs sobre o fato de ter a capacidade de manusear uma espada enquanto está montada a cavalo, uma das características da personagem, ela contou: “Sim, houve um tempo em que eu era capaz de fazer isso, e talvez eu tenha que fazer isso de novo no futuro. Então, com sorte, não perdi essa habilidade”.