Diretor revela que Brad Pitt poderia ter estrelado Quase Famosos

Brad Pitt quase assumiu o papel interpretado por Billy Crudup em Quase Famosos (Imagem: Reprodução)

A elogiada comédia dramática Quase Famosos, de Cameron Crowe, poderia ter chegado aos cinemas com um elenco bem diferente. Durante o podcast Cadence13, o diretor revelou que Brad Pitt era a sua primeira opção para assumir o papel de Russell Hammond. No longa de 2000, o guitarrista acabou sendo interpretado por Billy Crudup (Watchmen: O Filme).

O cineasta ainda contou que outros nomes de peso do cinema foram considerados para integrar o elenco do longa. “Brad Pitt estava em minha mente porque eu tive uma reunião muito boa com ele na época do ‘Digam o Que Quiserem’, e ele estava apenas começando, e realmente tinha alguma coisa”, Crowe contou [via Collider]. “Então liguei para ele para interpretar Russell Hammond, e passamos cerca de quatro meses trabalhando nisso. Ele leu com Natalie Portman”. Na época, a atriz vencedora do Oscar era conhecida por O Profissional e Star Wars: A Ameaça Fantasma.

Além de Pitt e Portman, o diretor revelou que Meryl Streep foi considerada para o papel de Elaine Miller, a mãe do protagonista William Miller (Patrick Fugit). A personagem foi interpretada por Frances McDormand, que, inclusive, recebeu uma indicação ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante por sua atuação.

Apesar dos testes e de ter lido o roteiro, Brad Pitt não acabou integrando o elenco do filme. “Eu chorei. Eu sabia que [Brad Pitt] nunca se apaixonou completamente pelo personagem. Ele se apaixonou pela ideia do personagem. Mas talvez não houvesse o suficiente na página”, Cameron Crowe ponderou. “Ele me disse que [dinheiro] não era o caso. Eu acho que provavelmente era meio e meio. Acho que ele também estava desconfortável com a diferença de idade entre Russell e Penny Lane [personagem de Kate Hudson]”.

Além da indicação de Frances McDormand no Oscar, Kate Hudson também foi indicada na mesma categoria. Quase Famosos ainda recebeu uma indicação de Melhor Edição e saiu vitorioso na categoria de Melhor Roteiro Original.