Diretora de A Lenda de Candyman diz qual sua grande pretensão em relação ao filme

A Lenda de Candyman (Imagem: Divulgação)

O filme O Mistério de Candyman, de 1992 ganhará uma nova versão chamada A Lenda de Candyman, com uma abordagem inteiramente, mas os fãs ficaram chateados quando sua data de estreia foi jogada para agosto do ano que vem devido aos atrasos causados pela pandemia, mas sua diretora garante que a espera vai valer a pena, dizendo até que quer entrar fundo na mente dos espectadores.

Na história original, uma jovem se dedica a fazer pesquisas folclóricas, sempre com bastante desânimo até conhecer a história de Candyman, um espírito escravo que possui uma mão em forma de gancho, e que segundo lendas, assombra uma casa americana. A partir daí, passa a pesquisar as origens do mito e tomar gosto por sua tese.

A diretora Nia DaCosta, que tem apenas 30 anos, e que ficou conhecida por ser o nome a dirigir a sequência do filme Capitã Marvel, irá receber a colaboração do cineasta Jordan Peele no novo filme, e disse em nova entrevista espera que Candyman permaneça na cabeça das pessoas, mesmo depois que elas já tenham saído dos cinemas.

“Se alguém vai para casa depois de assistir a este filme e vê sua própria erupção, inchaço, ou picada de mosquito e fica um pouco mais assustado, significa então que eu fiz meu trabalho. E isso é realmente o que eu queria fazer. É sobre entrar na cabeça do público e realmente perturbá-lo visceralmente e rastreá-lo psicologicamente com o sentido do personagem principal”, disparou ela ao CinemaBlend.

A cineasta se opôs a ideia de lançar o filme nos serviços de streaming, acreditando que ele precisava de uma experiência no cinema e não desejando seguir os passos de Tenet, que foi lançado apenas em alguns cinemas já que grande parte das salas ainda está fechada, preferiu adiar o filme para agosto do ano que vem, data em que acredita que o mundo já tenha se livrado do vírus mortal.

ankara escort