Disney+ deleta episódio de Os Simpsons por motivo polêmico

Personagem de Michael Jackson em Os Simpsons (Reprodução)

Que Os Simpsons é uma das melhores produções da televisão de todos os tempos não há dúvida, porém a série sempre enfrentou críticas de determinados grupos por explorar temas polêmicos. Recentemente, com a sua passagem para o catálogo do serviço Disney+, um episódio em particular foi deletado.

‘Stark Raving Dad’, traduzido no Brasil como Papai Muito Louco, costumava ser o primeiro episódio da terceira temporada da animação, bastante conhecido do público pela participação do cantor e compositor Michael Jackson como o personagem Leon Kompowsky, que Homer conhece em uma instituição para pessoas com problemas mentais e cuja voz é parecida com a de Jackson.

A história foi exibida pela primeira vez em 1991. A temporada agora começa com ‘Lisa Vai à Washington’. Embora a casa do Mickey tenha se recusado a comentar sobre a decisão, é óbvio que as acusações contra Michael, e em especial as polêmicas envolvendo o recente documentário da HBO Leaving Neverland, são os responsáveis.

A mesma decisão já havia sido tomada pelo produtor James L Brooks com relação à exibição na grade de programação tradicional americana: “É a única decisão que poderia ter sido tomada. Eu sou contra censura de qualquer forma, mas a produção é nossa e temos o direito de retirar um capítulo dela”.

Em tempo

A Disney é famosa por ir a grandes distâncias na tentativa de minimizar qualquer tipo de risco ao seu público, que é formado em sua grande maioria por crianças e famílias. A retirada do episódio com Michael Jackson é apenas mais uma das medidas tomadas com relação ao novo streaming.

A empresa também fez questão de incluir nas informações de alguns dos seus títulos mais antigos que cenas ou diálogos “estão sendo apresentados como foram criados originalmente e que podem conter descrições sociais ultrapassadas”, em referência ao fato de que várias animações clássicas do estúdio possuem conteúdos racistas.

A plataforma Disney+ chega ao Brasil em 2020.

Cresceu vendo filmes ao invés de brincar na rua. Fã de ir ao cinema sozinha. Críticas e notícias sobre o mundo do entretenimento.

bostancı escort