Disney desenvolve continuação do filme (descubra)

Moana
Moana (Imagem: Divulgação)

A Disney estaria desenvolvendo, de acordo com o We Got This ACovered, uma continuação para a animação Moana: Um mar de aventuras (2016), que se tornou um clássico do estúdio, de número 56 no raking de produções do estúdio. 

Após quase quatro anos do seu lançamento, um novo filme estaria sendo produzido pela gigante do streaming que arrecadou mais de US$ 600 milhões em suas bilheterias mundiais, o que culminou a levar duas indicações ao Oscar naquele ano, Melhor Canção Original e Melhor Animação. 

Segundo informações de uma fonte do WTGC, a mesma, inclusive, que confirmou sobre uma versão live-action de Aladdin, o ator Dwayne The Rock Johnson, estará de volta  como Maul e Auli’l Carvalho também vai reprisar o seu papel, emprestando a voz para a protagonista que dá título longa. 

A trama do primeiro filme gira em torno de uma adolescente polinésia, de 16 anos, que embarca em uma viagem pelo Oceano Pacífico, com o intuito de desvendar o mistério que envolve seus ancestrais.

Durante a jornada, ela encontra o poderoso semideus Maui que juntos, atravessam o mar aberto em uma viagem cheia de ação, enfrentando criaturas ferozes, com momentos de muita diversão e aventura.

Vale lembrar que a primeira versão causou polêmica por ser acusado de desprezo e saque cultural. O filme foi dirigido por John Musker e Ron Clements. 

Após colocar uma réplica da aparência de Muai, personagem amigo de Moana que é cheio de tatuagens com em uma fantasia, que trazia as tatuagens do semideus, e logo foi apontada como racista.  

Sua representação já havia causado irritação na polinésia por acreditarem que a figura corpulenta de Muai seria uma representação do clichê. A reprodução de questões que chegam a fazer parte da cultura daquele povo foram consideradas uma falta de respeito, ainda mais com fins comerciais. 

Amante das diversas formas de expressão cultural. Viciado em séries, e sempre por dentro das últimas novidades do cinema. Ama dramas e sempre tenta dar uma oportunidade para as fantasias, distopias e os longas de ação e terror.