Disney e Hulu batem o martelo sobre o destino da série Love, Victor

Victor (Michael Cimino) e Felix (Anthony Turpel) em Love, Victor
Victor (Michael Cimino) e Felix (Anthony Turpel) em Love, Victor (Divulgação/ Hulu)

O Hulu, serviço de streaming adulto ligado à Disney divulgou no último sábado, 08 de agosto que a série Love, Victor ganhará oficialmente uma segunda temporada. O show que foi alvo de polêmicas no início deste ano, foi o mais assistido da plataforma no mês de junho, quando estreou com todos os seus episódios sendo disponibilizados de uma só vez.

O programa era originalmente planejado para estrear no Disney+, mas os diretores do streaming acreditaram que ele não tinha conteúdo familiar, por se tratar de uma história envolvendo um rapaz homossexual e resolveram movê-lo para o outro serviço, alegando que na plataforma principal da Disney só entram séries e filmes cuja classificação seja inferior a 13 anos.

Criada pelos produtores de This is Us, a série, é uma espécie de spin-off/ continuação do filme Com Amor, Simon, e se passa em Creekwood, mesma cidade do longa, e segue Victor (Michael Cimino), um jovem gay de 15 anos, que começa numa nova escola, ao mesmo tempo que tenta explorar sua sexualidade, ainda mantida em segredo, e lidar com problemas familiares.

Brian Tanen, showrunner da atração falou com o site TV Guide anteriormente sobre o que pretendia abordar na segunda temporada: “Penso que uma grande jornada de saída do armário é superar seus próprios obstáculos internos. Então, me pareceu certo que esse momento fosse singular sobre ele. E na segunda temporada, espero que você veja quais são as consequências dessa declaração e como as pessoas reagem. Mas, por enquanto, este é o momento dele”, explicou dizendo que ele o público possa ver uma ligação maior entre o protagonista e sua irmã, Pilar (Isabella Ferreira), e como será a vida de Victor tendo que lidar com o equilíbrio entre família e relacionamento, já que ele aparentemente aparecerá namorado Benji (George Sear).

ankara escort