Disney revela motivo por não ter comprado Marvel antes; descubra

Universo Marvel (Imagem: Divulgação)

Quem vê a Disney hoje, faturando bilhões com grandes bilheterias das mais diversas produções da Marvel, depois de ser adquirida, não imagina que um dia a empresa recusou a compra da girante dos super-heróis. Fora a arrecadação com as produções cinematográficas, essa compra aumentou em muito o comércio de produtos licenciados.

Dez anos depois de comprar a Marvel por US$ 4 bilhões, a Disney conseguiu perceber o quão lucrativa foi a aquisição. “Vingadores: Ultimato”, produção do Universo Cinematográfico Marvel, por exemplo, arrecadou US$ 2,8 bilhões ao redor do mundo, um recorde de bilheteria. E essa é apenas uma das diversas produções de sucesso.

Mas antes de finalizar o bom negócio, a empresa já tinha imaginado a compra. O CEO da Walt Disney Company, Bob Iger, conta em seu novo livro, “The Ride of a Lifetime: Lessons Learned from 15 Years as CEO of the Walt Disney Company”, que Michael Eisner, seu antecessor, tinha interesse na aquisição da Marvel. Mas a proposta não foi aprovada por outros executivos da Disney, que diziam que ela era muito “ousada” e “provocativa”.

Veja a explicação de Bob Iger:

“Essa não havia sido a primeira vez que a Marvel estivera no radar da Disney. No começo do meu período trabalhando com o Michael, eu participei de um almoço do staff, onde a ideia de aquisição deles foi abordada. Um grupo de executivos ao redor da mesa fez objeções. ‘Marvel é muito ousada e provocativa’, eles disseram. Ela ia manchar a marca da Disney. Na época havia uma suposição – internamente e entre membros do conselho – de que a Disney era uma marca singular e monolítica e que todo o nosso negócio só existia debaixo do guarda-chuva da Disney. Eu sentia que o Michael sabia melhor, mas qualquer reação negativa à marca ou sugestão de que ela não estivesse sendo gerida de maneira correta, era vista de maneira pessoal por ele”.

O primeiro longa lançado depois da aquisição da Marvel já revelava os bons frutos que a empresa colheria mais tarde. “Homem de Ferro”, estrelado por Robert Downey Jr., estreou em 2008 e arrecadou US$ 585 milhões mundialmente. Depois disso só vieram sucessos, como por exemplo, “Os Vingadores” (2012), que conseguiu mais de US$ 1,5 bilhão pelo mundo.

 

Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), apaixonada por literatura, cartas e pela magia do cinema. Escritora de histórias e trajetos dos amores.

ankara escort