DIsney
DIsney+ (Imagem: Divulgação)

A Disney está nos momentos finais para a estreia do seu serviço de streaming, o Disney+, e já afirmou que pretende “mitigar a pirataria”. O famoso compartilhamento de senhas para acesso às plataformas de streaming, muitas vezes feito entre amigos, parentes, e há até quem alugue uma senha, é algo completamente condenado pela Disney.

Na visão da companhia, o compartilhamento não é algo apenas errado do ponto de vista ético, mas também uma atitude de pirataria, e deve ser evitado e combatido.

O Disney+ estará disponível também para os assinantes da TV paga Charter, pois as duas empresas firmaram uma parceria, para a disponibilização de todo o conteúdo. Mas o mais importante desse acordo comercial, é o fato que ambas acertaram mecanismos para evitar qualquer compartilhamento de senha.

Conforme informações do site Ars Technica, a Disney e a Charter começaram uma parceria a fim de  “dá início a um esforço colaborativo importante para encarar a questão da pirataria”, de acordo com o que informou o vice-presidente da Charter, Tom Montemagno. 

Para ambas as empresas, pirataria também consiste em compartilhar uma senha de acesso à plataforma de streaming. Porém, não foi informado como deverá ser feito trabalho de combate a essa prática, considerada por muitas empresas como ilegal.

A posição da Disney é radical, dura e pretende mudar um costume considerado cada vez mais comum entre os assinantes dos serviços de streaming. Rasta saber como essa posição da empresa irá afetar o mercado, e se ela realmente conseguirá banir a prática comum em todas as plataformas de streaming.

Talvez a posição da Disney a faça perder mercado, ou pode também não implicar na diminuição de nenhuma assinatura, e gerar um aumento nas receitas.

Comentários

Comentários

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui