Disney+ ultrapassa 15 milhões de assinantes apenas nos cincos primeiros dias

Mickey Mouse
Mickey Mouse

Se nos anos 90, os Estados Unidos viviam a guerra entre os canais de TV por assinatura, o que vemos acontecer agora é a guerra no streaming. E a Disney, mais poderosa que nunca está visando dominar o mercado com o Disney+ , seu mais novo serviço de streaming. Lançado em novembro, estima-se que a plataforma tenha ultrapassado 15 milhões de assinantes apenas nos cinco primeiros dias.

Já era sabido que o serviço seria muito popular antes mesmo de seu lançamento devido às duas milhões de assinaturas prévias feitas, mas o poder da Casa do Mickey Mouse se provou mesmo posteriormente. Sendo um serviço repleto de conteúdo das franquias Disney, Marvel , Star Wars e Pixar, confirmou-se que o Disney + acumulou cerca de 10 milhões de assinantes em seu primeiro dia, número que superou até as previsões mais generosas de pré-lançamento.

Os últimos 15 milhões aferidos são provenientes de pesquisas da InMyArea a partir de dados de pesquisas coletados nos dias após o lançamento do serviço de streaming da Disney . Uma curiosidade das pesquisas é que o dobro dos entrevistados sabia sobre a existência da Disney+ em comparação com o número de pessoas que conheciam a Apple TV +. 

Outro dado interessante é que mais da metade dos entrevistados pela pesquisa acredita que o  preço do Disney + é ‘justo’, considerando o que está em oferta. Por outro lado, apenas um quarto das pessoas achou que o serviço de streaming era ‘muito caro’. O Disney + custa US $ 6,99 por mês, e embora seja mais alto do que o que a Apple TV + cobra atualmente (US $ 4,99), ele vem recheado com muito mais conteúdo.

Mas uma dúvida da pesquisa é quanto à permanência no serviço. Mesmo que milhões de pessoas tenham se inscrito para assistir a seus programas preferidos da Disney longe dos anúncios, como na TV, quantos desses permaneceram com a assinatura ativa? O Disney+ oferece uma avaliação gratuita por sete dias a partir da data de ativação, então a questão que surge é: esses milhões de assinantes conseguidos nos primeiros dias de lançamento estão agora pagando pelo serviço ou cancelaram suas assinaturas?

Enquanto isso, parece provável que o Disney+ continue se saindo bem e colecionando ainda mais novos assinantes à medida que se tornar disponível em mais regiões. Além disso, é provável que o lançamento de mais programas originais da Disney motive os assinantes existentes a permanecerem inscritos, além de ajudar a atrair novos usuários, especialmente se esses novos filmes e programas exclusivos forem tão populares quanto The Mandalorian (e Baby Yoda). 

Embora 46% dos entrevistados da pesquisa afirmem que o recurso mais atraente da Disney+  seja o acesso aos catálogos da Disney e Pixar, a Disney pode nem precisar confiar tanto em novos conteúdos para manter os assinantes felizes.