Do humor não cruel ao veto a babacas: as “marcas” de Brooklyn Nine-Nine

Brooklyn Nine-Nine
Brooklyn Nine-Nine (Divulgação)

Melissa Fumero e Joe Lo Truglio, concederam uma entrevista ao Splash, do UOL, na qual deram alguns detalhes a respeito da sétima temporada de Brooklyn Nine-Nine, que estreou no Brasil, no último domingo (13), pelo Warner Channel, na TV a cabo. Os atores falaram sobre alguns acontecimentos e o  futuro da série, como o nascimento do bebê de Amy (Melissa Fumero) e Jake (Andy Samberg).

“É uma grande mudança, e acho que vai ter um efeito cascata no esquadrão. Mas acho que a beleza da série está em como os personagens evoluem. Não acho que vá ser uma mudança drástica, mas as prioridades definitivamente podem mudar”, disse a atriz, que destacou a harmonia entre todos os membros da equipe.

“Criamos uma ótima cultura no set. Pessoas malvadas não são permitidas, isso foi estabelecido desde o primeiro dia”, assegurou. “Isso foi estabelecido desde o primeiro dia, porque Andy Samberg [o Jake], Andre e o resto do time são pessoas maravilhosas. E isso vem do topo mesmo, porque ninguém lá recebe um passe para ser babaca.”

Aposta em humor não cruel

O intérprete de Charles Boyle não só concorda com a colega de elenco, como também enfatiza o conceito de humor da série. “Nosso humor não é cruel, não põe ninguém para baixo, não arranca risadas à custa dos outros ou das escolhas das pessoas. É muito inclusivo. E quando você tem uma série assim, as pessoas vão assistir de novo, porque sabem que elas são bem-vindas e que as piadas são boas, na maior parte do tempo”, definiu.  

A atriz, de origem cubana, conta que tomou conhecimento disso ao contracenar com Stephanie Beatriz: “Nós duas tínhamos muito medo de sermos demitidas logo no começo. Pensávamos: de jeito nenhum eles vão deixar duas latinas. Agora, é muito mais normal. Mas nós fomos um dos primeiros a fazer isso e tenho muito orgulho”

Amante das diversas formas de expressão cultural. Viciado em séries, e sempre por dentro das últimas novidades do cinema. Ama dramas e sempre tenta dar uma oportunidade para as fantasias, distopias e os longas de ação e terror.