Doutor Estranho 2: Chiwetel Ejiofor está animado pelo filme de Sam Raimi

Chiwetel Ejiofor e Benedict Cumberbatch em Doutor Estranho (Imagem: Reprodução)

Em entrevista recente ao Screen Rent, Chiwetel Ejiofor confirmou o seu retorno como Mordo em Doutor Estranho no Multiverso da Loucura. No filme de 2016 ele assumiu um papel de mentor de Stephen Strange (Benedict Cumberbatch). No entanto, na cena pós-créditos ele aparece iniciando sua jornada como o vilão Barão Mordo.

Além de se mostrar bastante animado pela sequência comandada por Sam Raimi (Homem-Aranha), o ator ainda disse que a produção deve ser inciada em breve. “Esperamos começar em breve, é o que posso lhe dizer. Então, você sabe, o mais rápido possível. Estamos todos muito empolgados em seguir em frente. Mal posso esperar”, afirmou Ejiofor, que também está no elenco de The Old Guard, novo filme de ação da Netflix estrelado por Charlize Theron.

Além de Cumberbatch e Ejiofor, a sequência ainda contará com Elizabeth Olsen no papel da Feiticeira Escarlate, e Benedict Wong como Wong. Detalhes sobre a trama ainda não foram revelados, mas o longa terá ligação com WandaVision, vindoura série do Disney+.

Durante conversa com o ComingSoon.net, Raimi relembrou uma cena de Homem-Aranha 2 (2004), que faz referência ao Doutor Estranho, e comentou sobre o seu envolvimento com o novo filme da Marvel. “Eu amava o Doutor Estranho quando criança, mas ele sempre vinha depois de o Homem-Aranha e o Batman pra mim, provavelmente era o número cinco de ótimos personagens dos quadrinhos”, disse o diretor. “Ele era tão original, mas quando tivemos esse momento em Homem-Aranha 2, eu não fazia ideia de que acabaria fazendo um filme de Doutor Estranho, então foi muito engraçado para mim que coincidentemente essa frase estivesse no filme. Tenho que dizer que gostaria que tivéssemos a previsão de saber que no futuro eu estaria envolvido no projeto”.

Doutor Estranho no Multiverso da Loucura tem estreia prevista para o dia 25 de março de 2022.

Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), apaixonada por literatura, cartas e pela magia do cinema. Escritora de histórias e trajetos dos amores.