Dubladora acusa ator de The 100 por comportamentos abusivos

Arryn Zech e Bob Morley (Foto: Divulgação)
Arryn Zech e Bob Morley (Foto: Divulgação)

Bob Morley, conhecido por interpretar Bellamy Blake na série The 100, foi acusado pela ex-namorada, Arryn Zech, por comportamento abusivo (via Legião dos Heróis). Zech é conhecida por ser a voz de Blake Belladona em RWBY, a dubladora fez a denuncia através do Twitter, onde contou que sofreu abuso emocional e verbal de Morley e que ele gritava e reprendia ela por coisa bobas.

Na carta Arryn Zech escreveu: “Eu não consigo contar quantas vezes ele gritou comigo. Eu era repreendida por coisas tão bobas quanto não saber o que era ‘Akira’, depois de ter dito uma vez que eu conhecia animes. Por compartilhar um poema que eu escrevi e tive a audácia de achar que era bom. Por dormir demais”. Zech ainda revelou que Morley ficou furioso quando ela se assumiu bissexual e ainda disse que ela o traíria com outras mulheres. O ator ainda culpou a dubladora quando ela foi assediada sexualmente, e ainda considerou isso uma traição.

A carta continua: “Ele me isolou dos meus amigos e família, dizendo que meu melhor amigo não me apoiava ou que meu pai tinha ciúmes dele. […] Meu medo da reação dele para qualquer coisa fazia com que eu me afastasse daquilo que eu gostava, como filmes ou assistir ao YouTube Let’s Plays. Eu parei de interagir com os meus próprios fãs com a mesma frequência que eu fazia antes. Eu até deletei meu canal no YouTube. Eu parei de dar autógrafos. Eu nunca sabia o que o deixaria bravo e eu não queria irritá-lo”.

Zach ainda relatou a traição de Morley, com outra atriz de The 100, Eliza Taylor, com a qual é casado atualmente. O namoro de Zech e Morley terminou em 2019. “Eles tiveram um caso pelo menos seis meses antes do nosso término. Nós três estávamos juntos com frequência na segunda metade do relacionamento, e eu era forçada a ser amiga dessa garota que, um ano antes, ele havia dito que odiava. Eu via como eles sussurravam um para o outro, e como eles se olhavam. Eu perguntei para Bob se ele gostava dela, apenas para ele ser honesto comigo, mas ele negou. A manipulação daqueles dois fez com que eu me sentisse louca. Na verdade, eles chegaram a me chamar de louca. Mas descobrir que eles estavam esperando eu deixar a sala para poderem sussurrar como eles se amavam, e então parar no momento em que eu voltava, isso foi nojento. Eles me torturaram com isso por meses. Uma vez eu filmei os dois com as câmeras que havíamos instalado para vigiar nossos cachorros, quando eu fui para Nova Zelândia com minha mãe, porque ele esqueceu de desligar a câmera quando eles iam na casa juntos”.

A dubladora terminou a carta dizendo: “Eu estou cansada de ter medo dele e cansada de ficar quieta. Ele não pode me machucar mais. Eu fui a vítima. Agora eu sou uma sobrevivente”. Até o momento Bob Morley e Eliza Taylor não se pronunciaram sobre a carta.

Formado em administração e psicologia. Adora cartoons, animes e series animadas. Atualmente faz curso de desenho com especialização em cartoons.