Dublê toma decisão contra produtores de Resident Evil após terrível acidente

Milla Jovovich e Olivia Jackson (Reprodução)

A profissão de dublê é arriscada, porém com as medidas de segurança cabíveis é possível realizar as acrobacias mais impressionantes. Esse era o caso de Olivia Jackson, dublê da atriz Milla Jovovich na franquia Resident Evil. Porém devido à falta de profissionalismo dos produtores de “Resident Evil 6: O Capítulo Final”, Jackson sofreu um terrível acidente.

A dublê está processando os produtores Tannhauser Gate, Jeremy Bolt e Paul Anderson pelos danos irreparáveis que sofreu durante as gravações de uma cena na qual pilotava uma motocicleta em setembro de 2015, que por erro da equipe, a deixou impossibilitada de exercer sua profissão.

Olivia foi convocada para servir como dublê de última hora, em uma sequência altamente complexa e durante mau tempo. A moto que pilotava bateu de frente com uma câmera que deveria ter sido levantada, e a colisão teve consequências gravíssimas. Os destroços laceraram o osso do seu antebraço e cortaram parte da sua bochecha, deixando seus dentes expostos. Ainda como resultado, seu braço esquerdo precisou ser amputado e ela precisou ficar em coma induzido.

Jackson afirma que foi enganada pelos produtores após o acidente, que lhe garantiram que o seguro de saúde cobriria todos os gastos médicos, quando na verdade cobriu apenas 33.000 dólares. “Se ela estivesse ciente desses fatos, nunca teria concordado em trabalhar em ‘O Capítulo Final’, ou ao menos, teria contratado ela mesma um seguro adicional. Ela também já havia garantido um papel como dublê em ‘Mulher-Maravilha’, e não precisava trabalhar [em Resident Evil]”, explica o processo, ao qual o The Hollywood Reporter teve acesso.

Fortuna

Os representantes da dublê lembram ainda que o filme em questão faturou mais de 300 milhões de dólares, e a franquia como um todo mais de 1.2 bilhão, mais que a empresa responsável é negligente com relação à segurança. O valor da indenização não foi informado.

Cresceu vendo filmes ao invés de brincar na rua. Fã de ir ao cinema sozinha. Críticas e notícias sobre o mundo do entretenimento.