Eduardo Moscovis revela o que o público pode esperar de seu personagem em Bom Dia, Verônica

Eduardo Moscovis em Bom Dia, Verônica (Imagem: Divulgação / Netflix)

Eduardo Moscovis está ansioso pelas reações que o público terá com seu personagem, o policial militar Claudio Antunes Brandão, de Bom dia, Verônicanova série nacional da Netflix, que estreou no último dia 1º. Em entrevista ao Splash, do portal UOL, ele revelou que sua expectativa é que o público o odeie, mas de maneira ‘certa’.

“Tomara que eu consiga fazer as pessoas odiarem o Brandão! Tomara. O que fico preocupado é que ele seja odiado por uma galera masculina que não consiga se enxergar nele. Não é para rejeitar esse cara como se ele não existisse”, ponderou.

De acordo com o ator há motivos de sobra para odiar o personagem. “Brandão é um personagem de muitos adjetivos ruins: machista, abusivo, violento, estuprador, manipulador, serial killer.”

Moscovis também afirmou que não precisou ir longe para buscar inspiração e compor os trejeitos do personagem: “Todos os adjetivos que descrevem o Brandão, tirando serial killer, vejo em homens próximos de mim”, definiu. “A minha vivência já me traz muita experiência para personificar esse caso, infelizmente. As relações abusivas, o autoritarismo, a forma máscula de se colocar”, contou.

“O Brandão é um extremo de violência e assim se explica muitas coisas. Ele tem essa extrema maldade, mas tem um ciclo também. Ele vai escalando na maldade. Começa como um cara violento domesticamente e essa violência vai crescendo. E é assim na vida real: ninguém começa matando mulheres em série”, explicou.

Apesar das características odiáveis do personagem, Moscovis também espera que Brandão faça o público, especialmente o masculino, refletir: “Eu não gosto muito da palavra ‘ódio’, a acho muito forte, mas tomara que a gente consiga manifestar os nossos sentimentos de uma forma que ajude a virar um pouco esse jogo. A gente está dentro de uma série que toca em temas sociais e existentes no nosso dia a dia”, finalizou.

Amante das diversas formas de expressão cultural. Viciado em séries, e sempre por dentro das últimas novidades do cinema. Ama dramas e sempre tenta dar uma oportunidade para as fantasias, distopias e os longas de ação e terror.