Elenco e criador explicam as complicações do final de Emily em Paris

Emily em Paris (Imagem: Divulgação/ Netflix)

SPOILER! Lançada na última sexta-feira, 2 de outubro, Emily em Paris está fazendo sucesso entre os assinantes da Netflix. Os dez episódios, de cerca de trinta minutos, da primeira temporada são focados na adaptação da ambiciosa e positiva Emily (Lily Collins), uma americana profissional de marketing que não é fluente em francês, mas mesmo assim aceita um trabalho na romântica Paris. A trama leve, com alguns clichês, muitos looks fashionistas e romance, foi desenvolvida por Darren Star (Sex and the City).

Na primeira temporada, o público vê Emily tentando se adaptar a nova cultura, enquanto lida com os desafios no trabalho, com colegas que, inicialmente, não gostam dela. No entanto, a jovem ainda tem tempo pra viver um romance, ou alguns. Ao longo dos dez episódios, ela conhece pessoas, mas sua conexão com o vizinho, o chef Gabriel (Lucas Bravo), é instantânea. O problema é que ele namora Camille (Camille Razat), uma francesa que se torna sua amiga.

Em entrevista concedida ao Collider, Collins, Bravo e Star falaram sobre as complicações do final. Primeiro vimos Gabriel se preparando para mudar. Com isso, ele e Camille terminam o relacionamento, após várias discussões relacionadas a dinheiro e ajuda da família da jovem. Imaginando ser o último dia do chef na cidade, Emily e ele acabam se rendendo a intensa química. Mas no dia seguinte a surpresa: Antoine (William Abadie) se junta a Gabriel no financiamento do restaurante na cidade. “Eu simplesmente não esperava. Não vi aqueles dois caras colaborando, e acho que também se abriu para uma experiência muito interessante com Camille, de uma nova maneira”, disse a protagonista. “Eu acho que realmente mudou as coisas”.

Já o criador da série explicou que criar esse momento de confusão para a personagem central se resumiu a ele querer que ela “tivesse muitas escolhas complicadas com muitos dos homens de sua vida. Certamente com Gabriel, que tem sido o relacionamento principal, mas também o relacionamento principal dela é também com Camille, de quem ela realmente se tornou muito amiga – e eu acho que Emily é o tipo de garota que nunca iria querer trair um amigo. Portanto, acho que isso deu a Emily um verdadeiro dilema moral”.

Lucas Bravo acredita que os momentos finais da primeira temporada mostra seu personagem apenas desfrutando da oportunidade de ficar em Paris. “Ele está em êxtase”, o ator disse. “Ele vai pensar nas repercussões depois, mas neste exato momento, ele só aprendeu que vai ficar, então é onde ele está neste momento”.

A dúvida que fica é sobre o status do relacionamento de Gabriel e Camille. Eles terminaram quando o chef decidiu se mudar. No entanto, ele vai ficar e, no final, Emily recebe uma mensagem da jovem francesa falando que ele iria ficar e que elas precisam conversar. “Essa é a questão, não sabemos”, Lily Collins disse. “E é por isso que como ator é tão engraçado, porque na TV você às vezes não sabe o que vai acontecer a seguir, e há tantas possibilidades para o futuro com esse show, de tantas maneiras diferentes com todos os personagens. E então essa foi a experiência de ler o episódio durante a leitura da mesa é como, estávamos todos virando as páginas e pensando, ‘Para onde vamos a seguir?'”

Bravo ponderou: “Eu acho que na cabeça dele, sim, acho que ele terminou com Camille. Eles têm brigado muito ultimamente e ele se sente muito emasculado pelo fato de a família dela querer ajudá-lo. E ele sempre quis ser aquele chef que se fez sozinho e está se sentindo tão pouco há tanto tempo que, agora que eles se separaram, acho que ele não quer voltar a isso, ou pelo menos eles merecem ter uma conversa sobre isso. Acho que ele está realmente atraído por Emily e todas as oportunidades que estão surgindo com ela”.

Além de ter que enfrentar o dilema de estar envolvida com o ex da amiga, Emily também iniciou algo com Mathieu (Charles Martins), que realmente parece muito interessado nela. Sobre essa relação, Darren Star disse que “ainda não vimos o potencial dessa relação. Acho que Emily vai ter algumas escolhas surpreendentes para fazer na próxima temporada”.

A primeira temporada de Emily em Paris está disponível na Netflix.

Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), apaixonada por literatura, cartas e pela magia do cinema. Escritora de histórias e trajetos dos amores.