Elon Musk rebate acusação de Johnny Depp sobre sexo a três

Amber Heard e Elon Musk
Amber Heard e Elon Musk (Reprodução)


Não é de hoje que existe uma guerra acontecendo nos tribunais americanos entre Johnny Depp e sua ex-esposa Amber Heard. As acusações mútuas têm sido tão constantes nos processos que um move contra o outro que está respigando em outras pessoas como no bilionário Elon Musk, que foi a público revelar que não fez sexo a três com Heard, e com a atriz Cara Delevingne como foi acusado.

Essa história começou no início desta semana, quando um jornal americano teve acesso a partes do processo de Depp, em que ele acusa Heard de difamação, apresentando os relatos de uma testemunha, uma vizinha que afirmou que quando o ator não estava em sua mansão, a esposa fazia sessões de sexo a três com Elon, e com Cara.

Em comunicado enviado ao site da revista PageSix, o empresário explicou o seguinte: “Cara e eu somos amigos, mas nunca fomos íntimos. Ela confirmaria isso. Além disso, desejo confirmar novamente que Amber e eu só começamos a sair cerca de um mês após o pedido de divórcio. Acho que nunca estive próximo a Amber durante o casamento deles”, disse ele que desde 2018 namora a cantora Grimmes, que há cerca de dois meses deu à luz.

Essa briga de gato e rato entre as estrelas de Hollywood começou em 2016, quando Heard resolveu processar o astro de Piratas do Caribe, alegando que era agredida fisicamente por ela. Ela inclusive fez um vídeo com uma câmera escondida para mostrar que apanhava dele. Nisso, após a separação, Depp abriu um processo contra a estrela de Aquaman, acusando-a de difamação, inclusive alegando que sua história falsa trouxe malefícios não só em sua vida pessoal, como eu sua carreira, ao ser dispensado de alguns papéis, entre eles a franquia da Disney. Em sua defesa, ele mostrou um áudio de Heard em que ela confessava que batia no marido, e em depoimento outra testemunha relatou que a loira abusava de Depp psicologicamente.