Em carta aberta, atores negros dão ULTIMATO em estúdios de Hollywood

Viola Davis faz parte do grupo de atores negros que assinaram carta aberta com exigências a Hollywood (Imagem: Divulgação)

Uma carta publicada pela revista Variety, assinada por mais de 300 artistas, executivos e ativistas negros, pede que os grandes estúdios de Hollywood encerrem parcerias com os departamentos de polícia ao redor dos Estados Unidos e passem a investir mais em conteúdos antirracistas. 

A carta, como diversos protestos e demonstrações, é uma reação à morte de George Floyd, enforcado enquanto estava em custódia de um policial branco. Alguns nomes de peso da indústria assinaram o manifesto, entre eles, Michael B. Jordan, Anthony Mackie, Zoë Kravitz, Octavia Spencer, Idris Elba, Viola Davis e Angela Bassett.

O texto reflete sobre o peso significativo da influência de Hollywood na cultura e na política dos Estados Unidos. Os artistas pedem que os estúdios sejam capazes de “usar esta influência para imaginar e criar um mundo melhor”, enquanto também lembram o passado omisso de Hollywood em relação a questões raciais e violência policial. 

A carta expõe: “A falta de um comprometimento verdadeiro com a inclusão e o apoio institucional [ a pessoas negras], o que apenas serviu para reforçar o legado de supremacia branca em Hollywood”. O texto lembra que os brancos são uma minoria mundial, mas suas histórias são vistas com falso apelo universal. 

“As pessoas brancas são a menor porcentagem demográfica da população mundial, e mesmo assim suas histórias são vistas como universais. Nos raros momentos em que nós [pessoas negras] temos a chance de contar as nossas histórias, os processos de desenvolvimento, produção, distribuição e marketing frequentemente passam pelo filtro das pessoas brancas”, explicaram.

“Já que Hollywood tem sido uma parte tão grande do problema, nós exigimos que ela seja parte da solução. Nós, como pessoas negras, trazemos imenso valor cultural e econômico para a indústria, mesmo enquanto sofremos a opressão perpetuada por ela. Temos todo o direito de exigir esta mudança, de exigir algo melhor”, completou.

O texto se encerra com uma série de exigências listadas para que Hollywood retire seus investimentos na polícia e em conteúdos racistas; o investimento nas carreiras de talentos negros, em conteúdos antirracistas e no desenvolvimento da comunidade negra. O grupo ainda criou um site no qual elenca os detalhes para concretizar estas ações.